Caminho pelas Estrelas

sexta-feira, 7 de janeiro de 2022

Poema: INSPIRAÇÃO POÉTICA Autor: Odenir Ferro

 













Poema: INSPIRAÇÃO POÉTICA

Autor: Odenir Ferro

 

E eu que então enfim, até me exploro

Percorrendo-me, dentro de mim mesmo!

Através das angustiantes buscas emotivas

Que dentro de mim muitas vezes me contraíram

Ou avultando no sim, outras horas se dilataram!...

Circulantes por fim, pois que muito vivo eu estou,

Nos reflexivos do mais impulsivo do meu sangue,

Dentro dos inexpressáveis amores armazenados!

 

E eu que enfim me comparo sorrindo comigo mesmo...

No navegante do residente interior deste mar sem fim

Atravessando ondas, que circulam esse meu exangue

Dos grandiosos sentimentos que é esse Amor em mim!

Num ardoroso envolvimento que é esse esplendor enfim!

 

Navegante valoroso Amor, do espaço dos meus sonhos!

Radiante Amor que cultiva um sereno no meu eu afônico

Por tanto gritar para a loucura, sons vibráteis do silêncio!

Para que ela se rebele para fora de mim, na total sinceridade!

Para que ele revele para dentro enfim, iguais realidades!

Existentes dentro do profundo atino hálito deste mundo

Interior... No nosso igual mundo interior... Humanos!

 

Interior que nos faz olharmos com intensidade d’Alma

Toda apurada beleza que nos vem, através do Etéreo

Brilho eterno do Éter iluminado por infinitivas estrelas.

Consteladas estrelas, que formaram um belo colar

De Brilhantes...

Humanos Brilhantes, todos nós somos Brilhantes!

 

E eu, Odenir, em torno da vida de nós, Humanos,

Neste meu eu, por amar, quase que me implodo...

 

Em torno dos Humanos a lua das fases peroladas

Foi circundando dentro de si, os dois hemisférios

Indo circulando em torno de si todos os mistérios

Vivenciados e vividos por nós, em todas as Eras!

Vibrando todas as vidas, que pelo Planeta Terra,

 

Passaram, viveram, morreram e idem, vai passando...

Sem jamais deixarem de olharem e de se olharem

Admirando as forças das belezas vindas delas!

 

Oh! Lua! Sonhando estou o fascínio d’alguma

Existência passível possível de ser plena...

Nenhum comentário: