Caminho pelas Estrelas

segunda-feira, 22 de novembro de 2021

Crônica: A NOITE É A MINHA GUIA Autor: Odenir Ferro

 





CrônicaNOITÉ A MINHGUIA

AutorOdeniFerro 

- Oi, Sou Odenir. Este poema eu o escrevi , alguns dias antes do dia 05 de março de 2009! Já foi publicado aqui, neste meu blogger: www.caminhopelasestrelas.com , na referida data acima. 

Eu estou republicando-o, agora. Eu me lembro o que me motivou. Dentro das emoções de mim. Dentro dos vazios. Das carências de mim. Ao escrever esta crônica. Eu trabalhava à noite naquela época. Na realidade, vou manter a minha ignorância da época. Mantendo o título como sendo crônica. Naquela época, desejava porque desejava, escrever crônicas: então, enfim, mantenho o título desta forma. Mas na realidade, hoje noto a profundidade do escrito. E eu o classifico como sendo um prosa poético. Está muito extenso para ser um poema. Então eu o classifico como sendo um prosa poético. Espero que apreciem e gostem da leitura. Obrigado! 

Tudo na vida vai se tornando incansavelmente prazeroso quando posso descrever este meu habitual processo de desmembrar dentro das minhas emoções, este indescritível fascínio que a mágica beleza da noite exerce sobre mim!

A noite é a minha guia. O meu talismã inspirativo incrustado de infinitos diamantes que fincam no céu noturno as suas cintilantes marcas brilhantes. Formadas por inúmeras espectrais longínquas estrelas.

E de tão longínquas, me parecem sempre que estão tão próximas!

Tão próximas que sinto em mim, o poder de tocá-las com as pontas dos meus dedos ao estendê-los em direção a elas.

Fazendo criar-se, desta forma, dentro das distâncias existentes entre mim, elas e o espaço e o tempo, uma belíssima alquimia tão esplendorosamente mágica que os meus dedos se aquecem em transcendental energia.

O meu coração palpita mais forte, o meu rosto se enrubesce pelo meu sangue quente que impulsiona veloz todos os tecidos e fibras da carne que compõe o meu corpo.

Os meus olhos se iluminam pela paz reinante e pela beleza deste minuto de criativo e sublimado amor, enquanto os meus lábios se umedecem envoltos pela viscosidade da minha saliva doce e quente!

Ficando imóvel, estático, chego a salivar com os olhos tão vidrados entre os meus dedos pespontados pelo belíssimo tom azul aveludado das pétalas de estrelas que se formam entre eles e o céu noturno equidistante!

Enquanto envolvido com a exuberante magia deste soberbo momento, faço de mim, um nobre regente instrumento de voz afinando-se com a perfeita sintonia que rege a pulsação quasar e rítmica que vem do Universo, até as pontas dos meus dedos.

Tocando-me por dentro com indescritíveis sensações emotivas, fazendo a alma de o meu coração vibrar num amor pleno de melódicas linhas espirituais por onde o manto acetinado, exótico e enigmático da noite, vem me aquecendo com as aveludadas carícias da pureza feita de magia que se derrama do esplendor reinante no Absoluto da seiva fragrante da Eternidade!

 

A noite convulsionada dilata e depois impulsiona todos os ritmos biológicos viventes dentro do Planeta Terra!

A lua, dentro das noites, nas nuances mais supimpas das suas belas fases de faces peroladas, tece a magia intensa, trazida desta seiva de Eternidade, por onde o seu brilho inspira-nos a sonhar com a possibilidade das flechadas do Cupido vir fincarem-se no nosso coração! Tecendo a mágica realidade da possibilidade do amor se estabelecer-se numa duradoura e tão sublime paixão que possa fazer com que os sonhos troquem de lugar com essa possível realidade.

Deixando assim, na sua vaga exatidão atemporal, apenas uma lacuna, num espaço a ser novamente preenchido com a prontidão indescritível da beleza reinante extraída da seiva fragrante dum eterno amor substancial. Enfeitado por uma iluminada noite encantada por uma espetacular lua cercada por inumeráveis plêiades em miríades de estrelas consteladas!

 Enfim, desejaria eu, que a força deste puro amor fizesse com que desenhássemos as nossas silhuetas se encontrando em muitos ardorosos beijos. Diante de um imenso mar noturno esverdeando-se com enegrecidos tons olivas, onde vez por outra surgissem inumeráveis belíssimos pesponteados fios de prata; quando iluminado pelo saboroso vaivém das ondas que fossem se iluminando por detrás de nós, por uma gigantesca e branca lua sedutora e enfeitiçada!

 

Tudo a noite me inspira e me fascina e me motiva um pensar e repensar sobre todos os aspectos da vida. Salientando, enaltecendo o grau da pureza que atua no lirismo poético que se interage com a fragorosa exuberância que age entre o belíssimo estado de amar, conciliando as linhas melódicas do coração com a perfeita sinfonia que rege a cadência sinfônica das estrelas em noites de luar!

Persisto em acreditar para sempre, nas fantasias mais abstrativas que se esvaem do meu eu, quando me encontro e me encanto com a suprema força mágica que atua no lirismo poético que se exala das exóticas fragrâncias exuberantes das noites!

Perdura no meu olhar aquele adolescente que ainda insiste em viver intensamente dentro de mim, num doce encanto por onde eu posso perpetuar indefinidamente o meu eu sonhador estado de ser ao agir com as extravagâncias exageradas dos dias atuais.

O fimbrio fio invisível das noites, vêm até a mim, através da beleza existente atuante no veio poético que percorre toda a textura sanguínea que pulsa todos os ritmos cardíacos do meu coração!

Ao insuflá-lo de dinâmicas bem-aventuranças por proporcionar a ele, esta capacidade de poder se emocionar ao me motivar a acreditar na força mágica que vem de todos os encantos que vão se desprendendo de todos os poros vibracionais da natureza.

Sempre mais, e a cada vez mais, por todas às vezes que amamos e acreditamos nos toques mágicos vindo das mãos da Criação!

 

 

 

Nenhum comentário: