terça-feira, 14 de setembro de 2021

Título do Poema: PASSOS DISTRAÍDOS Autor: Odenir Ferro




















Poema: Passos Distraídos

Autor: ODENIR FERRO

 

Vivo condoído, sentindo

viva brisa. Qual passeia

pelos vilarejos; e na via,

ao meio-fio das calçadas,

 

Destas tão obscuras vielas...

Por onde caminho aquietado

dentro de meu eu esquecido

nos meus passos distraídos!

 

Dentro desta acesa chama nua

do amor que se esvai, e ofusca

os sublimes, profundos anseios,

o brilho do luar, a noite escura!

 

Despetalada nos meus sonhos

nos desejos mais envolventes,

perdidos, nas carícias imensas

das emoções caídas da oração.

 

 

Nenhum comentário: