Caminho pelas Estrelas Follow by Email

quinta-feira, 23 de agosto de 2012

Enc: Meditarez Tantra

 
 
----- Mensagem encaminhada -----
De: Hazel São Francisco 
Para: odenir ferro odenir.ferro@yahoo.com.br;
Enviadas: Quinta-feira, 23 de Agosto de 2012 0:01
Assunto: FW: Meditarez Tantra

Date: Wed, 22 Aug 2012 14:12:03 -0300
Subject: Meditarez Tantra
From:
To:

Dedica  2 minutos da tua  vida a esta leitura, 
 
... é muito linda!
 
 
 
 
Antes de iniciar, fica  sabendo que não é uma bobagem qualquer,  
e que somente as pessoas que possuem uma alma nobre, poderão apreciá-la...
 
 
 
 
Se tu tens a certeza  de quem és, lê atentamente...
 
 
 
 
Uma  História 
Indiana: 
Era uma vez  
um amigo meu...
 
 
 
 
 
Um certo dia, um  amigo meu abriu a gaveta da mesa  de cabeceira da sua esposa e apanhou  um pacote embrulhado em papel de arroz.
 
 
 
 
"Este - disse o meu amigo - não é um pacote qualquer, é uma peça íntima, uma lingerie finíssima".
 
 
 
 
Abriu o pacote,  
jogou fora o papel,  
pegou na peça, e  
acariciou a seda macia  
e a renda.
 
 
 
 
"Ela comprou esta lingerie a primeira vez que estivemos em New Yorque...,  
uns 8 ou 9 anos atrás.  
Nunca a usou.
"
 
 
 
 
"Estava esperando o momento certo,  
a ocasião especial  
para poder usá-la.
Bom, acho que a  hora chegou."
 
 
 
 
Aproximou-se da cama  e colocou a lingerie perto de outros  objectos que levaria para o cemitério.
 
 
 
 
A sua esposa havia  morrido de repente.  
O meu amigo olhou  para mim  
e disse:
 
 
 
 
"Nunca guardes nada à espera de uma ocasião especial,
cada dia que vivemos,  
é uma ocasião especial
".
 
 
 
 
Ainda estou pensando  nas palavras que ele me disse e como  mudaram a minha vida.
 
 
 
 
Agora leio mais, e  dedico menos tempo à limpeza da casa.  
Sento-me na varanda e admiro a paisagem, sem reparar se o jardim tem ou não ervas daninhas.
 
 
 
 
Passo mais tempo em  companhia  
da minha família  
e dos meus amigos,  
e bem menos tempo trabalhando para os outros.
 
 
 
 
Dei-me conta que a  vida é um conjunto de experiências para  serem apreciadas e não sobrevividas.
 
 
 
 
Agora já não guardo  quase nada. 
Uso os copos de  cristal todos os dias.
 
 
 
 
Visto roupas novas para  ir fazer compras no supermercado, se estiver  com  vontade de vesti-las.
 
 
 
 
Não guardo o melhor  frasco de perfume para as festas especiais,  
mas uso quando quero sentir a sua fragrância.
 
 
 
 
As frases "um dia..." e "um dia destes...", estão desaparecendo do meu vocabulário, se vale a pena ver e ouvir é agora.
 
 
 
 
Não sei o que  a esposa do meu amigo teria feito,  se soubesse que não haveria amanhã,  
o mesmo "amanhã
" que todos nós levamos tão pouco a sério.
 
 
 
 
Se ela soubesse, talvez  poderia ter falado com todos os seus  familiares e amigos mais próximos.
 
 
 
 
Ou, talvez, poderia  ter chamado os velhos amigos para se  desculpar, para fazer as pazes pelos mal  entendidos do passado
 
 
 
 
Gosto de pensar que,  ela poderia ter ido degustar o seu  prato preferido naquele restaurante chinês  que tanto gostava.
 
 
 
 
São estas pequenas  coisas da vida não cumpridas que me  chateariam se soubesse que tenho as horas  contadas.
 
 
 
 
Chatear-me-ia pensar que  deixei de abraçar os bons amigos que  
"um dia destes" reencontraria,
 
 
 
 
Chatear-me-ia pensar que  não escrevi as cartas que queria porque  a intenção de escrevê-las era "um dias destes...",
 
 
 
 
Chatear-me-ia, e deixar-me-ia  ainda mais triste, saber que deixei de  dizer aos meus filhos e irmãos, com  suficiente frequência, o quanto os amo.
 
 
 
 
Agora procuro não retardar,  esquecer,  
ou conservar,  
algo mais que poderia acrescentar sorrisos de felicidade e alegria à minha vida.
 
 
 
 
Cada dia que passa,  digo para mim mesmo, que este é  um dia muito especial.  
Cada dia, cada hora, cada minuto que passa... é especial.
 
 
 
 
Se tu recebeste esta  mensagem, é porque alguém gosta de ti  e te quer bem, e porque há pessoas  que tu também gostas e amas...
 
 
 
 
Se estiveres muito ocupado  para dedicar alguns minutos do teu tempo  e encaminhar a mensagem para outras pessoas,
 
 
 
 
ou se tu disseres  para ti mesmo que "assim que tiver um tempinho" a enviarás,...
"um dia destes" poderá demorar muito,
 
 
 
 
ou  nunca chegar...
 
 
 
 
Este TANTRA  veio da Índia. 
Sejas tu supersticioso  
ou não, dedica-o a ti mesmo:
são  somente alguns momentos...
 
 
 
 
Esta mensagem  contém alimento para a tua alma. 
É um TOTEM TANTRA NEPALENSE para chamar a a boa sorte. 
Já deu a  volta ao mundo 10 vezes
 
 
 
 
Não guardes  
esta mensagem,  
o TOTEM TANTRA  
deve estar longe  
de teus olhos  
em 96 horas.
 
 
 
 
Faz circulá-lo  e observa o que vai acontecer nos  próximos quatro dias... 
 vais receber uma surpresa agradável.
 
 
 
 
É verdade, 
mesmo que  não sejas supersticioso!
 
 
 
 
E agora, a  melhor parte... 
Envia esta  mensagem para pelo menos  
5 pessoas  
e a tua vida vai melhorar.
 
 
 
 
Para 0-4 pessoas:  a tua vida vai melhorar, mas devagar... 
Para 5-9 pessoas:  a tua vida vai melhorar, conforme as  tuas expectativas...
 
 
 
 
Para 9-14  pessoas: vais receber pelo menos 5 boas  surpresas nas próximas 3 semanas. 
E para 15  ou mais pessoas: a tua vida vai melhorar  drasticamente! 
 
 
 
 
Tudo aquilo  que tu... 
sempre  sonhaste,  
vai finalmente  
realizar-se...


ODENIR FERRO Membro do Sebo Literário


 
ODENIR FERRO
Membro do Sebo Literário



Enc: Aguardo retorno, por gentileza!!!


----- Mensagem encaminhada -----
De: Hazel São Francisco 
Para: ; odenir ferro <odenir.ferro@yahoo.com.br>;  
Enviadas: Quinta-feira, 23 de Agosto de 2012 0:11
Assunto: FW: Aguardo retorno, por gentileza!!!
 
Date: Wed, 22 Aug 2012 10:41:18 -0300Subject: Fwd: FW: Aguardo retorno, por gentileza!!!From: h.meluci@ig.com.brTo:
 
From:
Subject: Fw: Aguardo retorno, por gentileza!!!Date: Tue, 21 Aug 2012 23:51:27 -0300
 
 
From:
Sent: Saturday, August 18, 2012 1:56 PM
To:
Subject: FW: Aguardo retorno, por gentileza!!!
 
 
From:
To: Subject: FW: Aguardo retorno, por gentileza!!!Date: Thu, 16 Aug 2012 14:08:10 -0300
 


 


 
 
 
 
 
 
                                         Por favor, mande isto de volta para mim. (Você saberá o motivo)...
Caso alguém não saiba, Santa Tereza é conhecida como a Santa das pequenas coisas ou Santa das rosas."
Significa que ela acreditava em fazer as pequenas coisas da vida bem e com muito amor.
Ela também é a padroeira dos cultivadores de flores e dos floristas..
Ela é representada por rosas.
Quem receber esta mensagem será abençoado.
A Prece de Santa Tereza não deve ser deletada.
Lembre-se de pedir uma graça antes de ler a oração.
É tudo o que você tem que fazer.
Não há nada anexado.
Apenas envie isto a doze pessoas e deixe-me saber o que acontece no quarto dia.
Desculpe-me pedir-lhe que envie a mensagem, mas tente não interromper isto, por favor.
Esta prece é uma das bênçãos que você pode receber, acredite.
Você já fez seu pedido?
É sua última chance, faça-o!
Prece de Santa Tereza:
O dia de hoje é de paz interior.
Você pode confiar em Deus de que você está exatamente onde precisa estar.
Não esqueça as infinitas possibilidades que nascem da sua fé...
Use esses presentes que você tem recebido e passe-os com o amor que tem sido dado a você.
Alegre-se de saber que você é filho de Deus.
Deixe que essa presença penetre em seus ossos, permitindo que sua alma cante livremente, dance, ore e ame.
Isso é para cada um de nós todos..
Agora, envie isto para 12 pessoas.
E lembre-se de enviar para mim de volta.
Eu conto com isso e você verá por quê!
__________________________________________
 
 
 
Nenhum vírus encontrado nessa mensagem.Verificado por AVG - http://www.avgbrasil.com.br/Vers%C3%A3o: 2012.0.2196 / Banco de dados de vírus: 2437/5165 - Data de Lançamento: 07/30/12
 


 

NOSSO SANTO GRAAL INTERIOR Autor: Odenir Ferro




 

Sinfonía Nº 5 Adagiotto (Gustav Mahler)
 
 NOSSO SANTO GRAAL INTERIOR
 
Autor: Odenir Ferro

Amar é sabermos como nos encontrar mediante um amplo estágio espiritual de abnegado e refulgente sublimado esplendor! Quando imprimimos na alma, as páginas emocionais constantes no histórico emocional pregresso do nosso amor. Fazendo um importante elo entre nossa vida vibrando-se dentro da harmonia expressa nos compassos rítmicos, das batidas dissonantes do nosso coração, perante o espetáculo tão inconstante, tão insolúvel, que as narrativas emocionais da natureza humana, sempre nos dispõem, ao vivenciarmos dentro das nossas experiências de vida, os afetos e desafetos que vão espelhando-nos uns nos outros, formando um elo seqüenciado. Dentro dum aprendizado sem fim.
Aprendizado que vai se tornando aos poucos, embora gradativamente, o merecedor dos nossos mais incansáveis e sempre tão valorosos enleios pelos quais vamos desnudando os anseios dos nossos emotivos sonhos espectadores deste lírico estado de amor.
Amor que se torna um mensageiro fiel deste nosso impetuoso e espirituoso estado de amar.
Amar é poder encontrar-se feliz, ao deparar-se com as portas abertas perante uma lógica vislumbrada entre as atitudes irracionais dos nossos sentimentos comparados aos nossos desejos práticos, objetivos e diretos – ao equilibrá-los laboriosa e pacientemente, com os nossos prazeres despertos entre as razões que sempre nos mostram a realidade de se seguir em frente – caminhando com os pés fincados no chão e sempre atento às pegadas deixadas nos rastros do passado.
Enquanto seguindo em frente, avançamos mirando nossos objetivos materializarem-se cada vez mais próximos da nossa atualidade. Enquanto vamos olhando para os afetos que se encontram e se concentram ainda, no futuro da nossa realidade porvir e que vão demonstrando, desnudando-se e instintivamente, sensivelmente, apontando-nos o percurso a seguir, dentro da direção certeira dos nossos passos que vão os seguindo. Certos, coerentes, cadenciados e seguros, rumo aos incógnitos deste futuro – enquanto ao mesmo tempo vamos deixando-nos livres, impressos dentro das mais sonoras, numas horas, e noutras mais silentes, entonações pulsantes e mais vivas ou mais sangrentas do nosso impulsivo, ditoso ou abstraído coração abnegando-se! Ou sublimando-se, extrapolando-se, através de todas as essências impressas nestas perfumadas páginas impregnadas de forças cênicas! Por atuarem explosivas em tão belos e poéticos enredos que se expressam nas lógicas mais irracionais que se imprimem dentro das nossas sempre muito apaixonantes atitudes para com o bem-estar da Humanidade inteira!
Podendo desta forma, viver a satisfação emocional perante as lógicas emocionais e inspirativas, concentradas no todo do inconsciente coletivo; aonde, através do qual, nós podemos fazer da criatividade da vida, algumas expressivas liberdades, ao recontarmos as venturas e desventuras das histórias humanas entrelaçadas com as outras mais diversificadas histórias que acontecem nos enredos dos demais reinos! Traduzindo em palavras, as emoções expressadas nos ritmos das vivências que vão se sucedendo através da riqueza apaixonável que atua em cada existência. E das quais, podemos com certa dose de habilidade inspirativa e emocional, recriá-las ao recontá-las através das Artes! Usando dos recursos dos dons que temos, aproveitando através das Artes, as construções literárias, que vão se formando através da trajetória da nossa existência... E desta maneira, usar estes dons para fazermos da nossa própria vida, uma alavanca, uma ferramenta de trabalho, uma haste, um apêndice, para que possamos dar uma continuidade ou amparo aos demais enredos de outras vidas que se seguem esperançosas iguais a nós. E então, gerarmos inúmeras possibilidades de forças criativas para encontrarmos uma saída satisfatória para solucionarmos de uma vez por todas, os inúmeros conflitos existenciais que andam acontecendo por este mundo afora! Penso obstinado e esperançoso, de que isto possa ser possível ainda, apesar de tudo. Apesar das muitas crises existenciais que se perduram por aí, dentro do nosso convívio social... Devido acima de tudo, a esta muita falta de amor que anda acontecendo por aí...
Amar é um fenômeno que criamos através da interpretação dos nossos sentimentos em relação a algo ou a alguém. Assim como o desamor também é um fenômeno que se apresenta em aspectos desorganizados, fazendo com que os nossos desajustes e desassossegos se tornem um mar bravio em noites escuras de fortes tempestades acontecendo em alto-mar.
Amar é calmaria, é resplendor de alma. São encantos manifestados em pureza sobressaída de pedaços vivos da Eternidade acontecendo em torno de nós. É como se o jardim do Éden estivesse sobre os nossos pés e as cores vivas da vida fossem apenas as exuberâncias advindas das belezas etéreas das árvores e das flores harmonizadas em muitas tonalidades de cores e difusas fragrâncias esparramadas pelos ventos acariciando as resplandecências refulgentes das luzes das nossas eternas essências primaveris vivenciadas nesta cadenciada calmaria embalada de profundo êxtase desenvolto num forte clima de encantadora paixão!
Cultivando, através das nossas, as outras muitas histórias; que virtuosas e venturosas, vêm-se se assomando junto às nossas expectativas de melhorias em qualidade de vida. Fazendo-nos então, com que sejamos uma ponte, um elo, um fio, um termo equilibrado da passagem verdadeira das mensagens que vibram perpétuas entre nós! Humanos que somos harmonizando-nos com as majestosas forças imperiais da Natureza. Centralizada nas essências pluralizadas que se encontram no Éter, dentro das primícias mais sensíveis do Sublime, no Eterno espaço atemporal aonde reinam as músicas mais belas – arquitetadas dentro das belíssimas ressonâncias da musicalidade eterna – que se derrama harmônica e melodiosa, através do Etéreo vibracional lírico do estado de Amor!
Amar é podermos conquistar a felicidade de se ter o poder da prazerosa força da comunicação nas mãos. E dentro da alma do coração, poder reproduzi-la, ao privilegiadamente ler, sonhar, amar, interpretar as mais puras e as mais belas intraduzíveis emoções plenas de anseios ricos de valorosos amores vivos, fortes, dramáticos e reais. Impressos dentro da poética essencial e existencial de todos os seres humanos que ainda se preocupam com as belezas entremeadas de extremados encantos vindos do amor, da paz, da união, da melhoria da qualidade de vida do Planeta, da amizade, da família, enfim, de tudo o que for bom, belo e duradouro para a harmonia e o equilíbrio da vida. Demonstrando todas essas dignas essências, nos ímpetos mais belos! Extraídos de dentro da própria alma, ao transpô-los para o papel – enquanto tecem as construções da lógica poética impressa na dialética – sobrevindas de dentro das mais profundas essências mais belas! E que se concentram no lírico e tão sublime estado de amar que se demonstra envolto ou desenvolto na alma emocional do espírito de cada um.
Criando-se, desta forma, uma complexa cadeia de boas atitudes que possam espalhar e espelharem-se através dos labirintos dos nossos mais profundos sentimentos. Como se fossem eles, uma inesgotável fonte de água pura, límpida e cristalina. Onde nela e através dela, somente concentrassem-se, extraídos dos mais sublimes anseios amorosos de todos nós – somente o que fosse o bom, o belo e o duradouro – e numa fórmula mágica que nenhuma razão compreendida dentro do nosso mundo quântico tridimensional pudesse ser desmistificada – esta poção milagrosa fosse somente sentida, vivenciada, saboreada através desta água milagrosa que viesse a tornar-se cada vez mais, uma forte poção mágica de saciável e tonificante fonte de consumo que miraculosamente, pudesse então, melhorar a qualidade de vida da Humanidade inteira!
E assim, através desta fórmula, através desta seiva extraída de dentro do Cálice do nosso Santo Graal interior, pudéssemos equipararmo-nos, equilibrando-nos na reflexiva balança das nossas razões e emoções! Espelhando-nos diante de todos nós, através dos nossos espelhos refletindo-se nos reflexos espalhados pelo mundo, possibilitando a nós todos, visualizarmo-nos com todo o apaixonante contexto dos históricos das nossas memórias emocionais, na intensa espiritualidade múltipla existente nas qualidades mais sublimes e amorosas residentes na alma de cada um de nós! Formando um gigantesco elo abrangente, envolvente, mediante a um comum acordo feito a partir do interior de nós mesmos. Ao integrarmo-nos com a totalidade dos humanos habitantes nos demais diversos lugares deste nosso gigantesco Planeta Terra!
Criando-se assim, a harmonia da beleza condutora, no fio magnético das vidas. Numa chama iluminada que se desperta numa realidade profusa. Encontrada na equiparada comunhão entre a vida essencial com a lógica do após morte. Depositando nas chamas vivas da esperança, os teores da fé essencial baseada nas forças das crenças. Numa profunda e imensurável realidade concentrada numa continuidade vivencial espiritual, através dos espaços etéreos da Eternidade!
Criando-se assim, entre todos os povos, a possibilidade assegurada da harmonia equilibrada de vivenciarmos a partir de nós e por nós todos, a tão sonhada Paz Mundial!
E desta maneira, criarmos e recriarmos numa ordem cronológica e cadenciada, a essencialidade fundamental de se amar com toda a devoção e fervor os entrelaçados históricos desenhados nos Registros das páginas da vida de cada um. Fazendo acontecer entre nós, à realidade deste manifesto, num sentimento que se resplandece em cada profundo íntimo de alma! Acalentando-nos com uma pura comoção, na formalidade dos laços contínuos da felicidade geradora, acima de tudo, das forças mais expressivas da União humana – baseando-se na confiança recíproca entre todos os seres humanos que se predispuserem a amar – ao criarem e recriarem para si e para o seu próximo, o bem-estar que sempre advém da bem-aventurança que se concentra dentro das inexplicáveis forças que se desprendem da lírica emocional do livre estado de se viver incondicionalmente, de se ser amado e de amar e amar-se, acima de tudo e apesar de tudo!
Tal como as primaveras concisas nas expressividades mais históricas de todas as Eras, aonde em cada ano, em todos os Continentes, em todos os Hemisférios, por todos os recantos do Planeta – em cada época diferente, de cada tempo, num local ou noutro do Planeta, ela renasce e renova-se nas forças carismáticas e mais belas da Natureza – assim deveremos que procedamos nós todos, diante aos tão enigmáticos, prazerosos e belos enredos que geramos através dos ímpetos emotivos do amor!