Caminho pelas Estrelas Follow by Email

sábado, 4 de agosto de 2012

"HAIR" - "AQUARIUS"

Elton John - Skyline Pigeon [HD] - Legendado

Artigo publicado no JORNAL REGIONAL, em 04/Agosto/2012, NA CLAREZA LÍMPIDA DOS DIAS por: Odenir Ferro



Add caption


Add caption


NA CLAREZA LÍMPIDA DOS DIAS
Autor: Odenir Ferro
O Autor é Escritor, Poeta, Embaixador Universal da Paz! Título Concedido pelo Cercle Universel des Ambassadeurs de La Paix Suisse/France.
Autor de vários livros, dentre eles o atual, Às Meninas que sonham (Pétalas d'água) publicado pela http://www.editoramultifoco.com.br
Na transparência dos segmentos dos dias, entre os claros e os escuros, entre penumbras, restos de sombras, ou rente a pureza da nitidez luminosa, - os dias vão se seguindo rumo avante - um após o outro. Um intercalando-se ao outro. Todos marchando para o futuro, entreolhando-se entre eles, carregando dentro de cada qual, as marcas dos infortúnios e das glórias do seu passado.
Criando, mudando, transmutando e renovando-se, dentro os contrastes luminosos ou escuros. Pois os dias, na sua quase totalidade, são feitos de luz! Tudo é luz! Ou tudo deveria ser, luz! Luz também simboliza as clarezas feitas com transparência, nitidez.
Luz também indica os segmentos dos nossos comportamentos: - Ações, reações, com nitidez, claridades, transparências! - Nós, seres humanos, transparentes (pois cientificamente tudo e todos somos desprovidos de cores) - nos atos, procedimentos de modos sociáveis - clareza nas expressões das palavras, polidez, cordialidade! - Nitidez, como se fôssemos o verso do inverso de uma fotografia qualquer. Revelada em preto&branco, através duma máquina antiga. E também com filmes antigos.
Denotando-nos a revelação dum pálido ar de tradição quase rarefeita - nesta transição de dias que se seguem - um após o outro... Um interpondo-se, ou sobrepondo-se, ao outro; e sem que haja atropelamentos. Pois eles são criados pela Ordem Divina; num milagre eterno, dando-se aonde o tempo inexistente é!
A linha contínua da Vida, é composta por dias. Dias em que se dividem de momentos. E que se constroem em memoráveis anos. Por onde vai se desfilando a História que se compõe de inumeráveis histórias.
História de cada um. Cada qual de nós, seres humanos que somos. Vivendo em cada tribo que forma uma cadeia geral por nós todos. Em que temos a transparência da ígnea Luz motivada pela Fé! Na coerência da razão, da Justiça, do Amor, da Paz, União, enfim, neste todo que é vivermos agregados, dentro duma tribo. Aonde, dentro dela, temos ou não, as percepções da Sabedoria, para selecionarmos, elegermos, dignificarmos, os nossos Líderes.
E o mínimo que esperamos dos nossos Líderes, é que eles nos reconheçam como sendo uma massa, - representando a força, - através da união. O Poder, é nosso! Nós apenas o delegamos a eles, as ferramentas e as armas, para que eles - com consciência e sabedoria - ajam por nós!
Esperamos, na clareza límpida dos dias, de que eles se entendam e que nos mostrem de que maneira for, sendo pelos veículos de Comunicação, ou de qual forma for, - a positiva retribuição da força, que porventura, lhes delegarmos acreditando, na boa fé, que seja do modo mais correto, justo, dinâmico. Com expressivas palavras. Desejando que eles não se esqueçam nunca, de que lhes abrimos a corrente das palavras, como sendo um veículo de comunicação. Para que eles se dialoguem entre si, e conosco. Criando ideologias concretas. Se preocupando em difundir, acima de tudo, a integridade, a Paz, o Amor, e acima de tudo a Honestidade!
 
LES JOURS DE CLARTÉ LIMPIDE
Auteur: Odenir Ferro
L'auteur est un écrivain, poète, ambassadeur de la paix universelle! Titre accordé par le Cercle Universel des Ambassadeurs de la Paix Suisse / France.
Auteur de plusieurs livres, y compris celui en cours, les filles qui rêvent (Pétales de l'eau), publié par http://www.editoramultifoco.com.br
Dans la transparence des segments de la journée, entre ombres claires et sombres parmi les restes de l'ombre, ou près de la pureté de la clarté lumineuse, - le jour suivra vers l'avant - un après l'autre. Un entrelacement à l'autre. Tout marchait à l'avenir, à se regarder entre eux, portant dans chaque cas, les marques des malheurs et les gloires de son passé.
Création, modification, la transmutation et le renouvellement dans les contrastes de lumière et l'obscurité. Pour la journée, presque entièrement, sont faits de lumière! Tout est lumière! Ou faut-il la lumière soit! Lumière symbolise également les clartés fait avec transparence, la clarté.
Un témoin lumineux indique également les segments de notre comportement: - Actions, réactions, clairement, clartés, des transparents! - Nous, les humains, transparent (parce que tout scientifique et tous sont dépourvus de couleur) - dans les actes, les procédures de mœurs sociables - la clarté en termes de mots, politesse, gentillesse! - Netteté, comme si nous étions à l'arrière de l'inverse d'une photographie un. Révélé en noir et blanc, à travers une vieille machine. Et avec de vieux films.
En nous montrant la révélation d'un air pâle presque raréfiée de la tradition - dans cette transition depuis les jours qui suivent - un après l'autre ... Un interposant, ou qui se chevauchent, de l'autre, et sans broyage. Parce qu'ils sont créés par l'Ordre Divin, au miracle éternel, donnant où le temps est inexistante!
La ligne pleine de vie, est composée de jours. Jours qui tombent moments. Et qui s'appuient sur année mémorable. Où vont défiler l'histoire qui est composé de récits innombrables.
Histoire de chacun. Chacun d'entre nous, les êtres humains que nous sommes. Vivre dans chaque tribu formant une chaîne générale par nous tous. Là où nous avons la transparence de la lumière ardente motivée par la foi! La cohérence de la raison, la justice, l'amour, la paix, l'Union européenne, enfin, tout cela est que les ménages vivent dans une tribu. Où, en son sein, il a ou non, les perceptions de la Sagesse, nous sélectionnons, élire, à l'honneur, nos dirigeants.
Et le moins que nous attendons de nos dirigeants, c'est qu'ils nous reconnaissent comme une masse - qui représente la force, - par l'intermédiaire du syndicat. La puissance est la nôtre! Nous venons de leur déléguer des outils et des armes, de sorte qu'ils - avec la conscience et la sagesse - d'agir pour nous!
Espérons que, la clarté des jours clairs, qu'ils comprennent et pour nous montrer comment il est, étant les véhicules de communication, ou quelle forme elle est, - la prise en compte de la force positive que peut-être qu'ils delegarmos croire, en bonne la foi qui est dans la plus correcte, équitable, dynamique. Avec des mots expressifs. Souhaitant qu'ils n'oublient jamais, qu'ils ont ouvert le flot de paroles, comme un moyen de communication. Car ils tenir des discussions entre eux et avec nous. Création d'idéologies concrètes. S'inquiéter de se propager, surtout, l'intégrité, la paix, l'amour, et surtout l'honnêteté!
 

Enc: Olá...Benção para Você



----- Mensagem encaminhada -----
De: Hazel São Francisco
Para: odenir ferro odenir.ferro@yahoo.com.br;
Enviadas: Sábado, 4 de Agosto de 2012 0:32
Assunto: FW: Olá...Benção para Você
 
From: mahelen.madureira@hotmail.comSubject: Olá...Benção para VocêDate: Fri, 3 Aug 2012 11:32:45 -0300
 
 
 
 
UM PRESENTÃO PRA VOCÊ!!
POSSO IR AÍ??
ACABEI DE SAIR DA CASA DE BONE,  ESTOU INDO PARA A SUA, POSSO?
AGORA, VOCÊ PODE ME MANDAR PRA CASA DE ALGUÉM QUE VOCÊ
GOSTARIA QUE ME RECEBESSE.
Deus me pediu que,
Te dissesse.

Que tudo irá bem contigo a partir de agora.
Você tem sido destinado para ser uma pessoa vitoriosa e conseguirá todos teus objetivos.
Nos dias que restam deste ano se dissiparão todas as tuas
agonias e chegará a vitoria .


Esta manhã bati na porta do céu e Deus me perguntou.....

'Filho, que posso fazer por você ?'

Respondi:


'Pai, por favor protege e bendiz a pessoa que está lendo esta
mensagem'.


DEUS sorriu e confirmou: 'Petição concedida'.
Leia em voz baixa...

'Senhor Jesus :

Perdoa meus pecados.
Te amo muito, te necessito sempre, estás no mais profundo de meu coração, cobre com teu sangue precioso a minha familia, minha casa, meu lugar, meu emprego, minhas finanças, meus sonhos, meus projetos e a meus amigos'.

Passe esta oração para quantos amigos você quiser.

Receberás um milagre amanhã. 

Não pela corrente...
Mas Só depende da fé...poderoso Ele é..

COM AMOR,
JESUS DE NAZARÉ
 
   
 

--
 
 


 
 
 
 
 

Enc: SEBO LITERÁRIO CEN - CARMO VASCONCELOS -" ROMPENDO AMARRAS" (POESIA LIVRE) - Formatação HLR - Portal CEN - Cá Estamos Nós - Carlos Leite Ribeiro



----- Mensagem encaminhada -----
De: Carlos Leite Ribeiro
Para:
Enviadas: Sábado, 4 de Agosto de 2012 10:34
Assunto: SEBO LITERÁRIO CEN - CARMO VASCONCELOS -" ROMPENDO AMARRAS" (POESIA LIVRE) - Formatação HLR - Portal CEN - Cá Estamos Nós - Carlos Leite Ribeiro
 
 
Portal CEN - "Cá Estamos Nós"
 
 
ROMPENDO AMARRAS
POESIA LIVRE
por
Carmo Vasconcelos
PÁG. 1 DE 9 PÁG.
Thomas Benjamin Kennington
Senhora Lendo Na Janela
 
Biografia
 
NOME: Maria do Carmo Fernandes de Vasconcellos Figueiredo Merca
NOME LITERÁRIO: Carmo Vasconcelos
NATURALIDADE: Lisboa - Portugal
 
Espaços pessoais na Net:
http://carmovasconcelos.spaces.live.com/
http://carmovasconcelosf.spaces.live.com
E-Mail:
ninita.casa@netcabo.pt
 
Carmo Vasconcelos nasceu em Lisboa/Portugal, onde reside até hoje. Desde sempre cultivou a paixão pela leitura e pela escrita. É autora de um livro de poemas intitulado "GEOMETRIAS INTEMPORAIS", publicado em papel no ano 2000, e tem outros livros de poemas aguardando publicação, bem como romance, palestras, conferências e ensaios.
E-Books – 16
(9) "O VÉRTICE LUMINOSO DA PIRÂMIDE" (2 Volumes – Romance); "ROMPENDO AMARRAS", "MEMORANDO DE FOGO", "DESPIDA DE SEGREDOS", "LUAS E MARÉS" e "SONETOS ESCOLHIDOS I – II – III " (3 Volumes) (Poesia)
Ver em: http://www.delnerobookstore.com/bibliotecas_virtuais/carmo_vasconcelos
(7) "VAI MINHA PENA" E "PASSOS PARA A E ETERNIDADE" – Poesia;
"A FASE MÍSTICA DE FERNANDO PESSOA"; "O HOMEM E O UNIVERSO"; "REENCARNAÇÃO, CARMA E EVOLUÇÃO" (Ensaios)
"O VÉRTICE LUMINOSO DA PIRÂMIDE" (Romance - 2 Volumes)
Ver em:
http://circulodograal.com/site2/index.php?option=com_content&view=article&id=80&Itemid=31
Inéditos, muitos, alguns espalhados por jornais e revistas e inseridos em diversas Antologias. Pela sua participação em vários Jogos Florais teve o privilégio de ganhar numerosos prémios e menções honrosas.
É membro da Associação Portuguesa de Poetas (onde já integrou os Corpos Directivos) e do Cenáculo Literário Marquesa de Valverde, nos quais já colaborou como júri de concursos literários. Participante assídua dos encontros da Associação Fernando Pessoa, em Lisboa, aí foi distinguida com um trabalho de sua autoria, intitulado "A FASE MÍSTICA DE FERNANDO PESSOA".
Amante da Filosofia e da Psicologia, eterna buscadora, estudante de esoterismo e misticismo, é membro da Ordem Rosacruz-AMORC (Grande Loja do Brasil), onde teve a honra de ser nomeada "Mestre Auxiliar" e, mais tarde, indigitada para "Mestre" (cargo que não aceitou), do Capítulo AMORC de Lisboa, que ajudou a inaugurar em 1979.
Entre outras, proferiu uma palestra na Livraria-Galeria Verney, em Oeiras, (Portugal) que teve por tema "O HOMEM E O UNIVERSO" e na Net, uma conferência, seguida de debate, intitulada "REENCARNAÇÃO, CARMA E EVOLUÇÃO"
Ver em: http://carmovasconcelosf.spaces.live.com
A par da sua escrita tem-se dedicado à tradução e revisão literária de obras portuguesas e estrangeiras, entre outras:
"DRÁCULA – O REGRESSO" de Freda Warrington – Editora Século XXI (tradução)
"O ESTRANHO CAVALEIRO DO LIVRO SAGRADO" de Anton Dontchev - Vega Editora (revisão da tradução de Zdravca Naidenova)
"O ÚLTIMO UNICÓRNIO" de Peter Beagle – Vega Editora (tradução)
"AREIAS MOVEDIÇAS", de Krassim Krastev – Vega Editora (revisão da tradução de Zdravca Naidenova) e orelha do Livro.

É autora de vários Prefácios.
Ver em: http://carmovasconcelosf.spaces.live.com
Fez parte da Comissão Organizadora do Encontro Zero da Lusofonia, em Murça/2006. Ver em:
http://www.joaquimevonio.com/n03.htm
Como Directora de Eventos Literários da Academia Virtual Sala de Poetas e Escritores (AVSPE), patrocinou:
Em 2007, o Evento "Sonetos", na AVSPE. Ver em:
http://www.avspe.eti.br/eventos/namorados/soneto.html
Em 2010: Foi organizadora e jurada dos Jogos Florais AVSPE/2010, ver em:
http://www.avspe.eti.br/eventos/jogos/JogosFloraisDiplomas.htm
Organizadora do Evento Poético "Dilemas", ver em:
http://www.avspe.eti.br/eventos/dilema/apresentacao.htm
E do Evento "Trov (adejando) na AVSPE, ver em:
http://www.avspe.eti.br/eventos/trovas/convite.htm
Em 2011: patrocinou e organizou o Evento "Falar de Teatro de Poesia", ver em:
http://www.avspe.eti.br/eventos/teatro/DiaInternacionaldoTeatro.htm
É também Directora Cultural da Revista Internética "EISFLUÊNCIAS".
Vide: http://eisfluencias.ecosdapoesia.org/
É Representante para a Língua Portuguesa da Revista Virtual "DESTAQUE", do Mural dos Escritores.
Carmo Vasconcelos é Membro da Associação Portuguesa de Poetas – APP; Patrono da Academia Virtual Sala de Poetas e Escritores – AVSPE; Membro convidado da Academia Poçoense de Letras e Artes – APOLO; Autora na Varanda das Estrelícias, Portal Cen, Poetas Del Mundo; Recanto das Letras, Luso-Poemas, Cenário de Sentimentos; Ceci.Poemas, O Melhor da Web, UniRio, Blog de Efigênia Coutinho, ArtCulturalBrasil (Reino da Poesia), António Miranda (Poesia de Ibero-América); Sites de: Vera Mussi; Carlos Lemberg; Lígia Tomarchio; Mural dos Escritores; Imprensa Revista Zap; Portal do Poeta Brasileiro; Confrades da Poesia; Círculo do Graal; Colectânea do Saber; Sentimentos e Artes; Geleia General;Expressão Mulher
Seguem alguns links:
http://www.avspe.eti.br/poetas/carmo.htm
http://www.apoloacademiadeletras.com.br/ambienteautor.php?npg=1
http://www.joaquimevonio.com/espaco/carmo_vasconcelos/carmovasconcelos.htm
http://www.caestamosnos.org/Autores/Carmo_Vasconcelos.htm
http://www.poetasdelmundo.com/verInfo_europa.asp?ID=1650
http://recantodasletras.uol.com.br/autores/Carminho
http://efigeniacoutinhoamigospoetas.blogspot.com/2009/02/apresento-escritora-carmo-vasconcelos.html
http://artculturalbrasilreinodapoesia.blogspot.com/2009/01/carmo-vasconcelos.html
http://www.antoniomiranda.com.br/Iberoamerica/portugal/carmo_vasconcelo.html
http://ceci.poemas.com.br
http://www.veramussi.com.br/
http://www.mariseribeiro.com/poetas_amigos_carmo.htm
http://www.crlemberg.com.br/poeta/carmo/carmo.htm
http://www.ligia.tomarchio.nom.br
http://www.jornalista.eunanet.net/
http://portadopoetabrasileiro.blogspot.com/
http://www.osconfradesdapoesia.com/Biografia/CarmoVasconcelos.htm
http://circulodograal.com/site2/index.php?option=com_content&view=article&id=80&Itemid=31
http://gruposentimentoseartes.feelingsarts.com.br/carmo/indicecarmo.htm
http://www.coletaneadosaber.net/
http://geleiageneral.blogspot.com/
http://expressaomulherblog.blogspot.pt/2011/05/carmo-vasconcelos-portugal.html

É Secretária Geral deste Portal, www.caestamosnos.orgos.org
NOTA DA AUTORA

"Rompendo Amarras" brotou, em princípio, duma necessidade de rompimento, libertação ou rebeldia, veiculadas pela experimentação duma nova trajectória poética, liberta de margens, grilhetas, espartilhos de rima e de métrica. Uma espécie de desafio da autora a si mesma. Seus versos, até aí, eram contados, medidos, estruturados na sua óptica perfeccionista, na esteira da memória literária da sua juventude. Resíduos marcados na mente pelos clássicos, lidos, relidos e amados, Camões, Pessanha, Antero, Florbela, e outros. E a autora rebelava-se contra a modernidade da poesia livre. "Não gosto, não tem ritmo, musicalidade!", argumentava.
Começando a frequentar os meios literários, alguém lhe disse um dia, uma frase que jamais esqueceu:
"Você nasceu poeta! Fará versos livres com a mesma poesia que emana dos seus versos clássicos. Por que não tentar a corrente modernista?..."
Foi um desafio. Testou-se a si mesma e testou os leitores com a publicação do seu livro, em papel, "Geometrias Intemporais", lançado em Lisboa, no ano 2000. "Rompendo Amarras", é, pois, um misto: parte do conteúdo desse livro já publicado e parte da poesia feita a posteriori, nessa mesma linha poética de expressão livre.
Hoje, sente-se incapaz de ficar presa a uma configuração poética única, e embora a sua tendência natural continue a incliná-la primordialmente ao Soneto, divide-se entre os vários estilos, ao sabor da inspiração e da maré do momento.
Que esta publicação, amigos leitores, vos dê tanto prazer quanto o que sente em partilhá-la convosco.

Num abraço em poesia!
Carmo Vasconcelos
 
 
Índice
(clicar em Pág. x , no topo)
Pág.3 Pág.4 Pág.5
A TUA MÃO COMEÇO A ENTENDER ... ESFÉRICO HOJE, AMOR...
ACORDA, MULHER! CONSTRUINDO A PONTE... ESPERA-ME… INCONSTÂNCIA        
AMOR ETÉREO DÁDIVA FANTASIA INDIFERENÇA
ASCENSÃO DUALIDADE FAZER AMOR" INTERMEZZO
AURAS EM BUSCA DE OUTRO CAIS FEITIÇO DE ANO NOVO INTROSPECÇÃO
CANSEI ENCONTRO FINALMENTE, AS LÁGRIMAS! MARÉ NEGRA
CANTIGA PARA UM POETA ERAM ESPELHOS HERÓICAS MEMÓRIAS MULHER
Pág.6 Pág.7 Pág.8 Pág.9
NA ESQUINA DO TEMPO O QUADRADO PROJECÇÃO SOLIDÃO
NÃO HÁ DILEMA… O RESGATE PUDESSE EU SER… SUPLIQUEMOS
NEBLINAS O TRÁGICO QUANDO TUDO DORME TEUS BEIJOS
NO ENLACE DO FOGO O ULTIMO GRITO!    RASGUEI… TRANSCENDÊNCIA
O BANQUETE! OFERENDA REBELDIA TRANSIÇÃO
O DEMO DA CARNE OH! VELEIDADE! RENÚNCIA TUA SOMBRA
O MURO PRECONCEITO RIO OU MAR? UNIÃO
 
MÚSICA DE FUNDO
Hymne A L'amour
Edith Piaf
Hino Ao Amor
Edith Piaf
Le ciel bleu sur nous peut s'effondrer,
Et la terre peut bien s'écrouler,
Peu m'importe. Si tu m'aimes,
Je me fous du monde entier.
Tant qu'l'amour inond'ra mes matins,
Tant que mon corps frémira sous tes mains,
Peu m'importe les problèmes,
Mon amour, puisque tu m'aimes.

J'irais jusqu'au bout du monde,
Je me ferais teindre en blonde,
Si tu me le demandais.
J'irais décrocher la lune,
J'irais voler la fortune,
Si tu me le demandais.

Je renierais ma patrie,
Je renierais mes amis,
Si tu me le demandais.
On peut bien rire de moi,
Je ferais n'importe quoi,
Si tu me le demandais.

Si un jour la vie t'arrache à moi,
Si tu meurs, que tu sois loin de moi,
Peu m'importe, si tu m'aimes,
Car moi je mourrais aussi.
Nous aurons pour nous l'éternité,
Dans le bleu de toute l'immensité,
Dans le ciel, plus de problèmes.
Mon amour, crois-tu qu'on s'aime?

Dieu réunit ceux qui s'aiment.
O céu azul sobre nós pode desabar,
E a terra pode bem desmoronar,
Pouco me importa. Se você me ama,
Eu me lixo do mundo inteiro.
Enquanto o amor inundar minhas manhãs,
Enquanto o meu corpo tremer sob suas mãos,
Pouco me importam os problemas,
Meu amor, já que você me ama.

Eu iria até o fim do mundo,
Eu tingiria meus cabelos em loiro,
Se você me pedisse.
Eu iria desprender a lua,
Eu iria roubar a fortuna,
Se você me pedisse.

Eu renegaria a minha pátria,
Eu renegaria os meus amigos,
Se você me pedisse.
Podem muito bem rirem de mim,
Eu faria o que quer que seja,
Se você me pedisse.

Se um dia a vida te arrancar de mim,
Se você morrer, se você estiver longe de mim,
Pouco me importa, se você me ama,
Pois eu morreria também.
Nós teríamos para nós a eternidade,
No azul de toda a imensidão.
No céu, mais nenhum problema.
Meu amor, você acha que a gente se ama?

Deus reúne os que se amam.
 
( Páginas Iluminadas Por Pinturas Do Final Séc. XIX  e Início Do Séc XX )
Livro de Visitas
 
........
.........
.........
...... ...
Divulgação directa para o mundo Lusófono e Núcleos espalhados pelo Mundo
Presidentes, Ministros, Senadores, Deputados de vários países; Universidades, Institutos,
Liceus; Professores de vários níveis de ensino; entidades oficiais e particulares; etc.
51.172 e.mails autorizados.
Exmº(a) Srº(a) autor(a);
Pedimos desculpa se esta informação (NEWSLETTER) não for de seu interesse. Se não desejar receber mais convites e informações nossas, agradecemos que nos informe – basta reenviar esta mensagem constando no Assunto a palavra "Remover"- (Não esquecer de fazer a devolução pelo e-mail que deseja ver eliminado; se não fizer isso, ficaremos impossibilitados de o remover).  Este e-mail não poderá ser considerado spam uma vez que está identificado e inclui uma forma de ser removido conforme legislação do correio eletrónico.