Caminho pelas Estrelas Follow by Email

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

Enc: [Mensagens_LunaeAmigos] Há braços - abraços que te esperam! - poesia de Delasnieve Daspet



----- Mensagem encaminhada -----
De: Daspet
 Para: Grupo Luna & Amigos Luna e Amigos MENSAGENS LUNA & AMIGOS  Mensagens Luna e Amigos
Enviadas: Sexta-feira, 10 de Fevereiro de 2012 18:34
Assunto: [Mensagens_LunaeAmigos] Há braços - abraços que te esperam! - poesia de Delasnieve Daspet
Há braços -   abraços  que te esperam!
Delasnieve Daspet
    
 
Te esperar é saber que estas chegando...
Te esperar, tornam meus sonhos pleno de significados...
Como é bom esperar quem se ama e se admira.
 
Esperar é saber que meu coração
Se torna sublime de amor e de felicidade.
Tenho policiado minhas atitudes,
Lutado pelo que acho justo,
Aprimorando tudo o que envolve o sonhado.
 
Tento  vestir minh´alma
Meu corpo, meu espírito,
Com semblante de paz, serenidade,
Ternura, meiguice, amor e solidariedade,
Me preparando para a tua chegada.
 
És especial.
Há tanto te espero,
Claudicando na luz e na sombra,
Por todas as sendas.
 
És especial - tratas a todos com
Os  mesmos recursos, a mesma atenção.
E nos entendes como ninguém
Entenderá jamais!
 
 
Enquanto te aguardo,
Vou tentando trabalhar  um mundo mais livre,
Com menos discriminações, menos fome,
Menos miséria, menos doenças, menos traições,
Livre de corruptores do bolso e de almas,
Onde a paz não seja utopia.
 
Enquanto não chegas - vou  aprendendo
Com as dificuldades dos seres humanos,
Dificuldade de relacionamento, familiar,
De sobrevivência, de dividir e do partilhar.
 
Te espero - para que nos livre das angústias
Que nos assoberba,
Escravidão,  que não nos dá opção de escolha.
 
Esperando,  exijo de mim
Uma postura, um respeito pelas diferenças
Que constituem a humanidade.
 
Te aguardo sem surpresas,
Pois sei que retornas todos os dias,
Não só no Natal....
Minha espera te encontra em cada  olhar.
 
E na retina de meus  olhos,
- na imensidão do que a alma  alcança  e imagina -
Na terra degradada,  que cede,
Na mata queimada que se  transforma em deserto,
Na água cada vez mais escassa,
Na dor do desamparado,
Sei que não ando sozinha...
 
Estas comigo e com todos os que
Mergulham na incerteza de um amanha!
Há braços -   abraços  que te esperam!
DD_Campo Grande-30-11-08
Media\Andre Rieu - The Merry Widow Waltz.wav