Caminho pelas Estrelas Follow by Email

sábado, 11 de maio de 2019

Homenagem: À MINHA MÃE Autor: Odenir Ferro





Homenagem: À MINHA MÃE 
Autor: Odenir Ferro 

Já estou começando a criar um hábito ao dizer que escrever é uma forma ou um estilo ou um vício.
Para mim, creio que seja tudo isto e até um pouquinho a mais...
Escrever que uma estrela brilha no céu em noite sem luar, é a expressão poética de um sentimento visual. Agora: - Fotografar, imprimir, projetar, expressar e transmitir o sentimento, e em profundidade, demonstrando tudo o que representa ser o símbolo emocional contido dentro desta frase descritiva em relação ao que está sendo registrado na memória emocional de cada um, é outra história residente dentro do subjetivo tangível do que se figura e se sublima na verve do abstrativo poético.
Expressar emoções, exprimir emoções em palavras, é algo muito tocante!
Profundamente tocante, quando as expressamos dentro das mais variadas nuanças e formas contidas no estado emocional. E que chega a ser sublime, quando se trata de narrarmos tudo o que significa os códigos mais marcantes e indescritíveis do Amor. Do pleno estado de amar, de sentir as belezas eternas, dentro dos momentos que passamos com quem amamos, ou dentro das formas que sentimos e vivenciamos o estado puro do Amor!
Estou me referindo ao amor da mulher que nos gerou no ventre, nos deu a vida, nos deu afeto, amamentou, seguiu os nossos primeiros passos, ensinou as nossas primeiras palavras, preencheu e preenche e sempre preencherá as razões motivacionais da nossa existência.
Estou me referindo ao amor das Mães!
Hoje em especial, também quero referir-me ao amor que sinto pela minha mãe:
- Mãe, você significa tudo para mim!
- Eu fico até envergonhado de apenas dizer obrigado!
- Queria poder desejar muito mais além, do que dizer obrigado!...
- Quero desejar-lhe toda a Paz do Universo regido pela fé existencial do Amor de Deus, que também rege a força plena da sabedoria ao administrar o mistério da Criação Humana. Quero diluir as minhas tintas numa aquarela e pincelar muitas flores etéreas e cheias de muitas delicadezas suaves, aromando um perfume adocicado de profundo sentimento de gratidão e sublime Amor!
- Quero pedir a Deus que a abençoe hoje e eternamente sempre, Mãe! Quero que um Coral de Anjos desça dos Céus, e no mais alto e inspirativo grau de elevação de Amor, toquem músicas líricas, acariciando os seus ouvidos com as radiantes belezas das suas vozes misturadas aos acordes extraídos de muitas harpas, liras, flautas, clarinetes, singelos e suaves toques de sinos e flautins...
- Tecendo um etéreo tapete de melodias harmoniosas, energizantes e sublimes! Espalhando belezas em formas de carismas, nos adocicados perfumes do seu ar, Mãe!
- Quero que o sol venha desenhar nas memórias do seu coração, a importância profundamente tocante das suas vitórias e das suas conquistas.
- Mais do que o ato proposital de deixar fluírem todos os meus mais expressivos anseios no tocante ao que se refere à magnanimidade desta apaixonante ternura, deixo-me livre, solto, em vôo aberto nas alturas dos meus sentimentos plenos de muitas emoções, como se eu fosse uma gigantesca Águia dourada, planando nas mais inusitadas alturas... Sempre de encontro indo ao zênite do por-do-sol, num lindo e indescritível ocaso vivido ao final de mais um dia belo, harmonioso e feliz!
A minha alma é uma imensurável fonte de prazer e de suprema alegria por saber ter em mim, os ingredientes perfeitos e certos para poder ir diluindo gradativamente as tintas das minhas expressivas, expansivas e distintas memórias contidas nas minhas emoções, ao ir lhe escrevendo estas páginas que resumem muito pouco, quase nada, do que significam para mim, as páginas da minha vida, vivida sempre ao seu lado.
- A minha vida é uma beleza existencial, vinda e extraída da seiva da vida da sua videira florida e resplandescente à luz dos muitos dias de chuvas, frio, calor, luar, estrelas e sol, contidos figurados como sendo o cenário aberto onde o palco da vida filmou as realidades das memórias mais lindas da sua História, Mãe!
- Hoje eu me sinto um vinho tinto suave doce seco, ou um vinho branco, ou rose, que flui livre no bouquet do degustativo paladar da vivência... Aonde vou me deixando saborear da vida, as fascinantes experiências ao colher para mim, sabedorias que se somam aos aromas contidos em mim, dentro das muitas uvas colhidas da videira do seu amor, Mãe!
- E... Por eu ter muito para lhe agradecer e não saber direito como fazer isto, então eu me inspiro no meu melhor ato sublime, com o meu coração humilde e repleno no mais alto e elevado grau de Amor e Fé, para suplicante, prostrado aos pés do nosso Eterno Pai Criador, para encarecidamente pedir-Lhe que sempre lhe abençõe e lhe proteja com o carisma do eterno Amor da Sua Luz Divina, dando-lhe plena energia, pleno vigor físico e espiritual, muita sabedoria, calma, amor, amizade, dentro da sua vida radiante de profunda Paz, e muita Felicidade!
- Parabéns, Mãe!
- Obrigado por tudo...
- Que Deus lhe abençõe, Mãe!