Caminho pelas Estrelas Follow by Email

sexta-feira, 1 de março de 2019

Poema: ÁGUA-DE-CÔCO e AGUARDENTE Autor: Odenir Ferro




Poema: ÁGUA-DE-CÔCO e AGUARDENTE
Autor: Odenir Ferro


Como é imensa a lua defronte desta paisagem!
Rabiscando do alto, fios de prata pelo chão...
Enfeitiçando-me neste amor, que é só dela,
Fazendo-me vibrar puro silêncio na ilusão!

De algum dia reencontrar o meu cantinho
E à beira-mar, fazer assado de pescado...
Bebendo água-de-côco e aguardente, até,
Ver muitas luas faiscantes no alto-mar!

Como é tão lindo ter a natureza vivendo
Bela magia nesta noite que é livre amor
Abrindo o meu canto, libertando desejos
Do meu transbordante encanto de paixão!

Querendo voar fundo nesta bela imensidão
Onde esta noite enluarada veio me trazer
Muitas brisas mansas nas maresias do mar
Emocionável em compreender o meu silêncio.

Sabedor que pra mim você não voltará jamais!

Nenhum comentário: