Caminho pelas Estrelas Follow by Email

domingo, 3 de fevereiro de 2019

ODENIR FERRO CARLOS LEITE PARA SEMPRE NA MEMÓRIA Artigo Especial: Amigo Mestre Carlos Leite Ribeiro! por: Odenir Ferro

ANTOLOGIA VIRTUAL AMIGOS DO CEN - HOMENAGEM EM EDIÇÃO ESPECIAL JANEIRO 2019 


TEMA: Carlos Leite Para Sempre Na Memória 
Edição Especial: XXVII  - Janeiro 2019
PARCEIRO: Centro Cultural Maria Beatriz (Brasil)



ODENIR FERRO
CARLOS LEITE PARA SEMPRE NA MEMÓRIA
Artigo Especial:
Amigo Mestre Carlos Leite Ribeiro!  
- Às vezes até posso imaginar, dentro dos preâmbulos mais profundos e inusitados do meu ser, que dentro das inumeráveis dimensões simétricas incalculáveis, às quais se compõem a amplitude inconcebível, qual deve ser a Eternidade, – que dentro das minhas expectativas e anseios mais inusitados, nos quais eu busco manterem acesas as chamas da minha luz, no sentido de poder adentrar-me nesta realidade e conseguir encontrar um bem sucedido meio de priorizar os meus sentidos plenos e alertas em muitos intuídos sentidos – os quais poderão ir se intercalando em vais e vens entre a nossa realidade e os onirismos mais plenos e subjetivos que se encontram no além de nós, – onde, estão por trás deste véu os nossos entes queridos que já partiram antes de nós. Dentre eles, está o meu tão querido e admirável Mestre Professor Doutor das Letras Honorável Senhor Carlos Leite Ribeiro! Saudades eternas, querido amigo! O senhor, meu grande Mestre, me ensinou e ainda me ensina, e muito! Às vezes, chego a pensar, intuir, até sentir, que o senhor pode espiar-me daí, deste lugar maravilhoso em que está desfrutando as glórias e as abundâncias exuberantes do Paraíso! Deus o abençoe, meu querido Amigo Mestre Carlos Leite Ribeiro!

- Dentro do muito que sinto, pressinto, imagino, chego até a vislumbrar, que – mesmo que seja um simples fiasco em belezas, – aqui na terra, também nós nos dispomos de belos e dignos exemplos de concepções artisticamente elaboradas pela divinal maestria de Deus! Juntamente elaborados, com os seus Séquitos de Anjos e Santos – onde podemos desfrutar de inigualáveis belezas – que indubitavelmente, foram, são e sempre se manterão tocadas por Suas Mãos Divinais Supremas. Olhar um campo de girassóis floridos e reluzentes, num fim de tarde, onde o sol começa a redesenhar um novo crepúsculo – onde ágil, vai descortinando o azul e as brancas nuvens, quando vem se transpondo no céu um avermelhado místico e transcendental, o qual vai fechando as cortinas exóticas do dia, para ir dando gradativamente, espaços à noite que se prepara para aconchegar-se neste radiante palco terreno que é a Vida! Onde o dia, vai se deitando no proscênio, mostrando-nos o colorido que se abstrai entre o luminoso e o fosco da tarde enfeitada pela radiante beleza dos girassóis – onde dentro deles, ainda posso notar uma abelha sugando o néctar para produzir o mel... Quanta ternura, quanta beleza comovente que faz doer o meu coração de saudades! Saudades pelos meus entes queridos que já se foram! Assim como o meu querido mestre professor Carlos Leite Ribeiro! Até parece que foi ontem, quando me surpreendi com a notícia da partida dele! É... Pois é... Mas já está fazendo um ano neste mês de janeiro! Mais uma vez, saudades eternas, amigos! Desejo sempre que os bons Anjos Celestiais os acolham, meus queridos amigos, irmão, pai, ídolos... Neste efêmero da Vida, nesta minha fragilidade existencial tão forte e carismática, peço intercessão de Nosso Senhor Jesus Cristo, fazendo que a minha voz aqui embaixo, possa criar ressonâncias, e, na Voz Espiritual do Grande Mestre Professor das Letras, Carlos Leite Ribeiro, adjunto aos meus e aos seus, aos nossos entes queridos que já se foram, e agora estão no desfrute das leis Universais da Eternidade... E de lá, unidos, possam juntos a um espetacular Coral de Anjos e Santos, Cantarem aos seus e aos nossos louvores, e assim, possamos pedir em tons superlativos de Espirituais Clemências, por um Genuíno Milagre Divino – para que se estabeleça entre nós a plenitude do Amor e da Paz Mundial, dentro de uma inigualável compreensão entre todos nós: irmãos humanos, irmãos animais e plantas, fazendo com que o nosso Planeta Terra consiga restabelecer-se dos maus tratos impostos pela nossa ganância... E assim, com a suavidade do nosso bem-estar e equilíbrio emocional, possamos viver em Comunhão de Amor, Paz, e Igualdade entre todos os Povos! Obrigado...!

Odenir Ferro

Nenhum comentário: