Caminho pelas Estrelas Follow by Email

segunda-feira, 10 de setembro de 2018

Fw: [Caminho Pelas Estrelas] ARTIGO: PAZ MUNDIAL, Autor: Odenir Ferro



----- Mensagem encaminhada -----
De: Blogger <no-reply@blogger.com>
Para: "odenir.ferro@yahoo.com.br" <odenir.ferro@yahoo.com.br>
Enviado: ‎sexta-feira‎, ‎9‎ de ‎março‎ de ‎2018‎ ‎18‎:‎02‎:‎30‎ ‎-03
Assunto: [Caminho Pelas Estrelas] ARTIGO: PAZ MUNDIAL, Autor: Odenir Ferro





ARTIGO: PAZ MUNDIAL, Autor: Odenir Ferro



Dentro do foco do Éter do Etéreo Eterno dos Extratos Divinais da Criação emanada por Deus, a todos nós humanos filhos da Sua Criação, a Paz existe através dos elos absolutos e coligados e fortemente resistentes, entre todas as esferas do Amor!

A Paz é a verdade absoluta que pode, através dos nossos pedidos de Fé Absoluta e autêntica, interceder-nos por todos Nós, Humanos, Animais e Vegetais, dentro da Globalidade do Planeta Terra! A Paz está interligada e muito bem relacionada com os laços tridimensionais atemporais e afetivos, que se emanam e transcendem-se ininterruptamente, do Amor e da Fé! Nós somos seres existenciais, pois formamos uma Cadeia de Realidade Espiritual – que é indestrutível, aos Olhos Divinais do Criador – sendo, portanto, condicionamentos afetivos espirituais de estruturas eternas, e, assim sendo, indestrutíveis...

E estes laços misericordiosos, aos Olhos do Criador, por nós, Suas Criaturas, é formado por inenarráveis sentimentos... Sentimentos que nós, seres humanos, os desconhecemos!

Mas, nós, todos nós, quanto seres humanos, plantas, animais, que somos, vivemos, existimos, marcamos a nossa presença histórica nas dimensões das Vidas! E assim sendo, vamos caminhando, rumando através do Tempo, rumo aos incógnitos misteriosos e misericordiosos caminhos traçados pelo nosso Criador, o qual, nós o denominamos de Deus!

Assim como os Elementos da Natureza: o Ar, o Fogo, a Terra e o Ar, são ferramentas importantes para a nossa existência, o Amor e a Paz Universal, são fontes de Luzes que se acercam e se aconchegam do nosso estado físico e espiritual, quando, dentro do nosso interior, vamos criando as sintonias de amores, os mais diversos, e os mais profundos, dentro das entranhas das nossas raízes humanas, elevando-nos, através da Fé, em Comunhão de Pensamentos e de Sentimentos, com as divindades das nossas essências maiores, que estão constantemente a interligarmo-nos, a nós todos, com o Amor de Deus!

A Paz norteia-nos, orientando-nos a procura do desvendar dos nossos mistérios, os quais os temos, entranhados dentro do nosso próprio interior. Somos ignorantes natos, e insaciáveis, buscamos a Eterna Sabedoria de Deus! Intuitivamente, sabemos que a Paz Mundial, a Paz Universal, é possível! Mas, somos humanos! Ávidos, sequiosos de desejos incontroláveis, pois que somos humanos! E se, não somos Deuses, não somos Anjos, e sim, humanos, devemos comportarmo-nos como tais: Humanos! E desta forma, seguirmos o primordial ensinamento que a nós todos, foi deixado:

- Amar ao seu próximo, como a ti mesmo!

A Paz Universal, a Paz Mundial, é um ato misericordioso de extremada grandeza: muito embora é simples de que se aconteça este fenômeno Universal: Basta apenas que possamos criar fortes raízes e bons vínculos vibracionais com as estruturas do Amor de Deus, com os Anjos, com os Santos, com as Nossas Entidades Espirituais que já criaram e realizaram a sua história, aqui, neste nosso Planeta Terra, e que agora estão a nossa espera, dentro dos invólucros indestrutíveis e absolutos do Amor Eterno de Deus!

A Paz, o Amor, são anseios desejosos de todos nós! E todos estes sentimentos, são possíveis sim, de que se aconteçam dentro do nosso estado emocional interior, e também dentro do nosso estado espacial, o qual nós o habitamos, dentro do nosso ambiente pessoal, ou social.

Buscamos, dentro do nosso desconhecido interior, objetivos: sejam eles de Paz, Amor, Fé, União, Sabedoria, Felicidade, Bem-Estar Social, Comunicabilidade com o nosso Próximo – sejam eles, seres humanos, animais, ou plantas – pois tudo isto, esta nossa condição emocional de vivermos e olharmos e saborearmos todas as dinâmicas da Vida, faz com que possamos a cada momento, irmos adquirindo Sabedoria e Consciência e Consistência de Firmeza de Relacionamentos, para que assim possamos ser Fortes: e dentro desta Força, sermos capazes de administrarmos o Amor e a Paz, não somente dentro do conteúdo espiritual existencial de cada um de nós mesmos, assim como reflexivo, extensivo, a todos os nossos próximos, nossos irmãos, aos quais nós os amamos, nós os queremos afetivos, por dentro e por fora das nossas memórias emotivas, sempre, constantemente, do nosso lado, amando, vivendo, desejando, sentindo, enquanto somos seres existenciais físico-espirituais, dentro da materialidade do Planeta Terra!

 A Paz é possível de acontecer, quando deixamos o nosso egoísmo de lado! A Paz é um estado de ser, altíssima, dentro do Reino Espiritual! Este estado transcende-se, quando nos sintonizamos com a Fé e com o Amor! Não o amor pessoal, egoísta, incondicional, mas sim, com o Amor abrangente a Tudo e a Todos!



PAZ MUNDIAL
Autor: Odenir Ferro
É o meu Poema mais lido, dentro do meu blogger: www.caminhopelasestrelas.blogspot.com


A paz é um enorme vulcão,
Que me implode ao ir, no além de mim,
Levando os ódios todos pelo rumo afora
A caminhar silente no infinitivo deserto
Que se desponta na áspera incerteza do todo!
A paz condensa em si, existências de segmentos
Que de tão certos e providenciais que são,
E de tão densamente humanos que são,
Tornam-se intraduzíveis em palavras
Para poder descrever-lhes na pureza
Das belezas, singelidades,
E plasticidade poética
No além do emocional.

Enfim, esse vulcão vibracional,
É pura concordância especial!
Homogênea a um doce e intenso
Momento de expressivo amor uno ao todo.
Onde este todo é a incansável busca
Do ir ao encontro da pureza
Existente no Afflatus
De Deus!

E neste inspiracional emotivo, intuitivo,
Julguei que em paz, estivesse...
Quando para as minhas mãos olhei,
Vi que estavam elas, guarnecidas
Com um par de luvas; e feridas
Vivas, no meu peito senti! Pensei:
"Se em paz estou, esta paz entristece
A natureza morta, que em mim sobrevive."
Pois o couro que me embeleza, me guarnece,
É pele igual à de muitas outras vidas
Que em abatedouros, tanto perecem...







--
Postado por Blogger no Caminho Pelas Estrelas em 3/09/2018 01:02:00 PM