Caminho pelas Estrelas Follow by Email

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Tom Jobim Eu Sei Que Vou Te Amar




ONDE ESTIVER MEU QUERIDO PAI, ANGELO FERRO, DEUS TE REVIVA ETERNAMENTE, E, MUITO OBRIGADO POR TUDO!
Odenir Ferro
Poema: AO MEU PAI
Autor: Odenir Ferro
Somente o meu Pai é meu verdadeiro Ídolo!
E por não ser uma ficção de Super-Heróis,
Meu Pai, sempre foi a força que até hoje,
Motiva-me, me inspira, assim me constrói!
Numa comparação entre Ele e Jesus Cristo,
Não sei, qual dos dois, nesta minha vida,
Em termo de exemplos, por Amor, eu aprendi,
E ao dignificar-me, por Tudo, edifiquei-me!
Eu somente sei dizer, que esses dois,
Sempre muito, muito, muito eu Os amei!
Meu Pai sempre foi muito, muito simples,
Um bom pescador, um grande trabalhador,
Muito rígido, um Pai presente-ausente,
Mas muito inteligente e batalhador...
Quanto a mim, sou um colecionador de pedras
Enquanto sou simples humilde, um sonhador!
Sou mais um contador das belas estrelas...
Como se fossem elas, brilhantes, diamantes!
Eu ainda vivo admirando a pérola luz do luar,
Como se pra mim, a lua fosse um algodão-doce,
A lembrar-me do distante-presente amor desse Amor,
Da infância que tanto vivi e está nas boas recordações
Tal igual, como no dia em que pela primeira vez,
De um Sonho de Valsa eu me lambuzei e comi...
Chocolate! Que foi um presente do meu pai,
Após o corte de cabelo a máquina "Fuzileiro"!
Lembro-me das mãos tão protetoras do meu Pai,
Onde meu coração, minhas mãos e eu, me aqueci!
Via naquele colorido daquele papel prata chumbo
Um sonhador desfile da vida das "gentes grandes"
Refletidas nos desenhos do casal Sonho de Valsa,
Nas pautas musicais dançantes, no cheiro dos pães
Dos pães doces, muitos, muitos doces, muitas massas
Da Padaria repleta de amor pra mim, e algodão-doce!
Recordações tantas, que nunca mais me esquecerei...
Pois que no fundo, muito profundo, eu sempre amei!
Pois não são Eles, Super-Heróis, até nos dias de hoje,
Meus Amigos, meu Pai e Cristo, são as minhas fontes
Das forças inspiracionais e motivacionais que me constroem!
Se um se inspirou a produzir-me (Por Deus, Átomo-semente)
O outro, pelo esperma e puro amor, me encarnou (Na Vida...)
E ambos me consagraram, pois que sou muito, muito, abençoado!
Odenir Ferro, Escritor, Poeta, Embaixador Universal da Paz!
Blogger: http://www.odenirferrocaminhopelasestrelas.blogspot.com