Caminho pelas Estrelas Follow by Email

quarta-feira, 23 de março de 2016

Enc: NINO CAIS . NOVO ARTISTA REPRESENTADO [NEW REPRESENTED ARTIST]



Em Quarta-feira, 23 de Março de 2016 9:04, Casa Triângulo escreveu:


NINO CAIS
NOVO ARTISTA REPRESENTADO [NEW REPRESENTED ARTIST]


Sem título, 2013 . impressão jato de tinta sobre papel de algodão . 140 x 90 cm
Untitled, 2013 . inkjet print on cotton paper . 140 x 90 cm

Temos o prazer de anunciar que a Casa Triângulo agora representa o artista Nino Cais.
A obra de Nino Cais é possivelmente das mais diversificadas da arte contemporânea brasileira, não apenas em termos de materiais utilizados, desde fotos, desenhos e colagens até esculturas, vídeos e vestimentas mas também pela vasta abrangência de discursos poéticos e narrativos. Sua estética é singular e rica em detalhes de formas, cores e texturas, criando um universo intermediário entre o mundo cotidiano, o qual fornece a matéria-prima para os trabalhos, e um ambiente fantasioso e lúdico por natureza, com suas raízes fictícias na literatura, no teatro e nas artes plásticas. O artista se apropria de objetos comuns e lhes dá novo sentido em outro contexto, como um alquimista que reapresenta elementos com uma nova configuração. Nino Cais corta, cola, costura, desenha, está dentro e fora da obra, é personagem e autor, seus trabalhos se manifestam num tempo e espaço suspenso, reconhecível porém pouco explorado pelo espectador, tão perto e tão longe ao mesmo tempo que sua estranheza é acolhedora.
Como coloca o escritor português Valter Hugo Mãe: Quando frequentarem a arte de Nino Cais não pensem nos objetos que (re)utiliza como materiais salvos do esquecimento, pensem em materiais convidados para o sublime. O ponto fundamental da lógica de Nino Cais é a glorificação. Aquilo que toca ascende. Nino tem um gesto de luxo que espiritualiza cada coisa. Nada mais é inanimado. O que expõe é orgânico e vive. Como Midas mas que, ao invés de ouro, concede alma àquilo em que coloca a mão. [ENGLISH]
We are very pleased to announce that Casa Triângulo now represents the artist Nino Cais.
Nino Cais has possibly one of the most assorted productions in Brazilian contemporary art, not only in terms of materials, from photographs, drawings and collages to sculptures, videos and apparel but also because of its wide scope of poetic and narrative discourses. Its aesthetics is unique and rich in color, shape and texture details; it creates an intermediate universe between the everyday world, which provides the raw material for the works, and a fanciful and playful environment, with its fictional roots based on literature, theatre and fine arts. The artist appropriates ordinary objects and gives them new sense in a different context, like an alchemist reintroducing elements with a new configuration. Nino Cais cuts, pastes, sews, draws, is inside and outside the artwork, is character and author. His works manifest themselves in a suspended time and space, recognizable although barely explored by the viewer; so far and so close at the same time that its oddness is welcoming.
As the Portuguese writer Valter Hugo Mãe says: When visiting Nino Caiss art do not think of the objects (re)used as materials saved from oblivion, think of materials invited to the sublime. The cornerstone of Nino Caiss logic is glorification. What he touches ascends. Nino has a luxury gesture that spiritualizes everything. Nothing else is lifeless. What he exposes is organic and lives. Like Midas, however, instead of gold, he grants soul to what he puts his hands on.

NINO CAIS nasceu em [born in] São Paulo, 1969. Vive e trabalha em [lives and works in] São Paulo, Brasil. EXPOSIÇÕES INDIVIDUAIS SELECIONADAS [SELECTED SOLO EXHIBITIONS]: A conquista da lua, Central Galeria, São Paulo, Brasil; Remanentes, Gachi Prieto Gallery, curadoria de [curated by] Francisco Medall, Buenos Aires, Argentina [2015]; Um Cais Para Nino: A imagem na imagem, Paço das Artes, São Paulo, Brasil; Um Toque Surreal, Sesc Santo André, Santo André, Brasil; Ser, desvanecer e reaparecer em outro lugar, Oficina Cultural Oswald de Andrade, São Paulo, Brasil [2014]; Pitoresca Viagem Pitoresca, Galeria Oscar Cruz, São Paulo, Brasil [2011]; Temporada de Projetos, Paço das Artes, São Paulo, Brasil [2010]; Décor, Galeria Virgílio, São Paulo, Brasil; Museu de Arte de Ribeirão Preto, Ribeirão Preto, Brasil [2009]; Nino Cais, Galeria Virgílio, São Paulo, Brasil [2006]; II Mostra do Programa de Exposições, Centro Cultural São Paulo, São Paulo, Brasil [2005]; Corpo e Caminho, FUNARTE, São Paulo, Brasil [2002] EXPOSIÇÕES COLETIVAS SELECIONADAS [SELECTED GROUP EXHIBITIONS]: Ficções, Caixa Cultural do Rio de Janeiro, curadoria de [curated by] Daniela Name, Rio de Janeiro, Brasil [2015]; Made by... Feito por Brasileiros, Cidade Matarazzo, curadoria de [curated by] Marc Pottier, São Paulo, Brasil; 3ª Bienal da Bahia: É Tudo Nordeste?, Museu Imaginário do Nordeste, Salvador, Brasil [2014]; Para Além do Arquivo, Centro Cultural do Banco do Nordeste, curadoria de [curated by] Cauê Alves e [and] Priscila Arantes, Fortaleza, Brasil; É preciso confrontar imagens vagas com os gestos claros, Oficina Cultural Oswald de Andrade, curadoria de [curated by] Paulo Miyada, São Paulo, Brasil [2013] 30ª Bienal Internacional de São Paulo: a iminência das poeticas, Fundação Bienal, São Paulo, Brasil; Espelho refletido, Museu Hélio Oiticica, Rio de Janeiro, Brasil; Os primeiros 10 anos, Instituto Tomie Ohtake, São Paulo, Brasil [2012]; Jogos de Guerra, Caixa Cultural, Rio de Janeiro, Brasil [2011]; Jogos de guerra, Memorial da America Latina, São Paulo, Brasil; Manipulated Image #13:Absence||Presence, Center For Contemporary Arts, Santa Fe, USA; Trilhas do Desejo - Rumos Visuais, Paço Imperial, Rio de Janeiro, Brasil; Arte Pará, Casa das 11 Janelas, Belém, Brasil; Corpoinstalação, SESC Pompéia, São Paulo, Brasil; Entre Margens, Oi Futuro, Rio de Janeiro, Brasil; Rumos Visuais, Itaucultural, São Paulo, Brasil [2010]; Fototeca Juan Malpica Mimendi, Veracruz, Mexico [2008]; Fundação Nacional de Arte [FUNARTE], São Paulo, Brasil; Por um Fio, curadoria de [curated by] Daniela Bousso, Paço das Artes, São Paulo, Brasil; 2Textile 07 (Bienal de Arte de Kaunas) - Kaunas, Lituânia [2007]; Programa de exposições CCSP, Centro Cultural São Paulo, Brasil [2005]. COLEÇÕES PÚBLICAS [PUBLIC COLLECTIONS]: Museu Nacional do Distrito Federal, Brasília, Brasil; Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo, São Paulo, Brasil; Acervo SESC de Arte Brasileira, São Paulo, Brasil; Museu de Arte Moderna da Bahia, Salvador, Brasil; Museu de Arte de Ribeirão Preto, Ribeirão Preto, Brasil; Centro Cultural Banco do Nordeste, Fortaleza, Brasil; Palácio das Artes, Praia Grande, Brasil; Museu de Arte Moderna de São Paulo, São Paulo, Brasil; Pinacoteca do Estado de São Paulo, São Paulo, Brasil
Casa Triângulo, Rua Estados Unidos 1324, São Paulo, 01427-001 Brazil
Sent by info@casatriangulo.com in collaboration with