Caminho pelas Estrelas Follow by Email

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

Poema: AMORES DA VIDA EM PRETO&BRANCO, Autor: Odenir Ferro








Nome:
ODENIR FERRO
Cidade:Rio Claro, Estado de São Paulo
Poema: AMORES DA VIDA EM PRETO&BRANCO
Autor: Odenir Ferro

Na Arte fantasiosa dos iluminados olhos dos meus sonhos
Despetalei as cores mais vivas da vida em preto&branco.
Enquanto pude ir revivendo, saindo das penas e nanquim
O que há numa liberdade caricaturada e muito bela...
Dos Carnavais daqueles tão romanceados anos
De 1910, de 1920, 1930, chegando aos atuais!

Pierrôs, Colombinas, Arlequins, confetes&serpentinas!

Em branco&preto eu "vi" passistas fantasiados:
- De melindrosas, de malandros, morcegos, diabos,
Palhaços, bailarinas, mágicos, meretrizes, todos eles
Transmutados em foliões, sobre pessoas tidas com rígidos
Costumes. Em nome da "licença", faziam em quatro dias:
- O desbunde da liberdade no grito do "liberou-geral”! ...

E toda a grã-fina sociedade, numa total libertinagem
Se misturavam com a massa cultural daquele povão!
E massa e mancha, se homogeneizavam no que fluíam
Da pureza sonora mais cadenciada do samba maxixado
Requebrando todas as marchinhas nascidas da primeira
Escola de Samba, enquanto muitos já se deliravam
Com o éter dos lança-perfumes, poetizando o ar!

"- Oh! Abre Alas, que eu quero passar! ..."

Hoje, vibramos com as nossas fantasias,
Tecendo encantos, encontros encantados
Pelas imaginações guardadas nas memórias
Do passado. Enquanto podemos ver, linda,
A mesma lua prateando-se em preto&branco
Como outrora. Como antigos Carnavais repletos
De vida, de energia, de alegria, de amores e emoções!