Caminho pelas Estrelas Follow by Email

quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

Embrace - Govi [HD 720p]


Kedvencek II (lista de reprodução)


Nicholas Gunn - A Place In My Heart


Enc: "ESTE NOSSO BAIRRO" - de Carlos Leite Ribeiro "Cá Estamos Nós" carlos leite ribeiro


----- Mensagem encaminhada -----
De: Carlos Leite Ribeiro 
Para: 
Enviadas: Quinta-feira, 27 de Dezembro de 2012 14:24
Assunto: "ESTE NOSSO BAIRRO" - de Carlos Leite Ribeiro "Cá Estamos Nós" carlos leite ribeiro
 
O Portal CEN – "Cá Estamos Nós"
Tem CHAT privativo – para tal terá de ter o programa JAVA (gratuito)
É um CHAT seguro, sem confusões, por exemplo com o do Facebook – e quando fechado, todas as conversas são apagadas. Combine o dia e hora com seus Amigos (as), pois está ao dispor de todos em http://pub10.bravenet.com/chat/show.php/780655877
 
 
 
ESTE NOSSO   BAIRRO – de Carlos Leite Ribeiro
 
 
 
Minha boa amiga, como hoje está a chover e não podemos sair, podíamos coscuvilhar aqui mesmo à nossa porta...
Olhe que este nosso bairro precisa de dar uma grande volta! Olha que precisa, precisa, pois antigamente, não se viam coisas como estas que hoje se veem. 
 
 
Sabe que no outro dia, a Isaltina (que é uma verdadeira fera para a filha), implicou com ela por causa de um refrigerante que tinha guardado num dos armários da cozinha? 
- Micas, aonde está o refrigerante que estava aqui, ainda ontem?
A moça corou muito, pensou, e como pode respondeu-lhe:
- Minha mãe, despejei-o hoje...
Logo a mãe quis saber "aonde". A Micas já mais confiante, replicou com ela:
- Tu também queres saber tudo. Olha, despejei-o na sanita.
Coisas chocantes, chocantes, como vês minha boa amiga!
 
Também a Francelina perguntou à filha:
- O que aconteceria se tu estivesses grávida?
O que a filha logo lhe respondeu: -
- Era um grande problema, minha mãe, pois, não sabia quem era o pai.
Isto sem comentários!
 
Olha, a Emengárdia comentava no outro dia, em altos gritos:
- O raio do gato comeu o bife que era para o meu marido. O que é que o pobrezinho agora vai comer?
Logo o inocente do seu filho, o Ernestinho, a aconselhou:
- Agora, o papá terá de comer o gato…
Como vês, minha boa amiga, cá no bairro é tudo tão inocente.
 
A calhandreira da Rita, comentou com uma vizinha:
- O meu canário farta-se de cantar quando eu estou calada. Não sei o que lhe hei-de fazer? A vizinha ouviu, ouviu, pensou e depois aconselhou-a:
- Olhe vizinha, fale você para ver se o canário se cala.
O certo é que o canário nunca mais cantou.
 
Ai, antes que me esqueça: O Bertolino, aquele que anda sempre "vinicamente bêbado no outro dia entrou em casa em altos berros: - Sou um puro sangue  -  sou um cavalo de corrida!.
A Venância, a companheira que está com ele, logo lhe perguntou:
- Para tu seres um cavalo, o que serei eu?
O descarado olhou para ela com desdém e, entre os dentes, sarcasticamente, respondeu-lhe:
-Tu é que sabes, mas é conveniente que sejas uma égua…
Como vês, minha querida amiga, é preciso ter um grande descaramento. Isto só no nosso bairro!
 
E a Leonilde, que no outro dia entrou no café vestida não sei de quê, e o Roberto, que tem a mania de ser esperto, perguntou-lhe:
- Olha lá, tu estás mascarada de quê?
A Leonilde olhou para ele com desprezo e logo lhe respondeu:
- Estou mascarada de Lady Godiva!
Como o Roberto que não é estúpido de todo, voltou à carga:
- Para isso tens o cabelo muito curto!
Ela sorriu e retorquiu-lhe: -
- É por isso que estou toda vestida.
Enfim, minha querida amiga!
 
E a Micaela, que começou a andar em volta de um canteiro, em volta de um canteiro, e quando lhe perguntaram o que andava a fazer, respondeu:
- Ando a ver se encontro o centro da gravidade…
Vê lá tu, minha boa amiga, como ela ainda tivesse o "centro da gravidade"!
 
Neste mundo ainda existem pessoas muito desavergonhadas, como por exemplo, a Felismina, que na semana passada perguntou à Márcia como estava o marido. Ela, naturalmente, respondeu-lhe que estava bem. Foi então que a desavergonhada lhe atirou com esta:
- Minha querida amiga, o que é que acontecia, se eu aparecesse toda nua ao pé do teu marido?!
A Márcia, não ficou nada contente com a pergunta. Pensou um pouco e em tom de gozo, retorquiu-lhe:
 - Com certeza que o meu marido morreria de susto ao ver uma mulher tão malfeita
 A Felismina sorriu desavergonhadamente e, secamente, respondeu-lhe:
- Mas tu ainda agora mesmo disseste que ele estava vivo…
Ho minha querida e boa amiga, isto só à bofetada, só à pancada!
 
Mas a melhor é a daquela Isabel, que tem a mania de ser púdica. Comentava noutro dia com a mãe:
- Não sei aonde ontem meti os collants?
A mãe, tentou lembrar a filha:
- Olha, minha filha, talvez as tivesses perdido…Como ontem o teu patrão te deu boleia, não te lembras?
A filha logo concordou:
- Tens razão mãe  -  e logo acrescentou:
- Mas olha que não é o que tu pensas. Eu só tirei os collants... Porque, porque a correia da ventoinha se estragou e eu enrolei-as na poli, compreendes, na poli. - A mãe encolheu o nariz, e continuou: "
- E o que é que aconteceu às calcinhas?
A filha ficou muito atrapalhada e, como pode, respondeu-lhe:
- Agora me recordo, tirei-as para limpar o para-brisas, pois estava a chover…
 
Ai... Isto de mulheres... Os homens que as aturem!
Nota: com tudo os gosto que as aturamos (pelo menos é a minha opinião.

Carlos Leite Ribeiro – Marinha Grande – Portugal
 
 
 
 
........
.........
.........
...... ...
Divulgação directa para o mundo Lusófono e Núcleos espalhados pelo Mundo
Presidentes, Ministros, Senadores, Deputados de vários países; Universidades, Institutos,
Liceus; Professores de vários níveis de ensino; entidades oficiais e particulares; etc.
51.172 e.mails autorizados.
 
 
__,_._,___