Caminho pelas Estrelas Follow by Email

sexta-feira, 13 de julho de 2012

Enc: [AssociacaoInternacionalPoetasdelMundo] EM NOSSAS MÃOS



----- Mensagem encaminhada -----
De: Daspet
Para: Grupo Luna & Amigos Luna e Amigos; MENSAGENS LUNA & AMIGOS  Mensagens Luna e Amigos; Grupo Associação Interancional  Associacao Internacional Poetas del Mundo; RJ Cônsules Grupo  Consules poetas del Mundo RJ
Cc: VILMAR BRUNO
Enviadas: Segunda-feira, 9 de Julho de 2012 8:00
Assunto: [AssociacaoInternacionalPoetasdelMundo] EM NOSSAS MÃOS
 
 
----- Original Message -----
From: VILMAR BRUNO
 

EM NOSSAS MÃOS
 
 
Niterói, 10 de julho de 2012.
 
 
Atualmente o Judiciário não desfruta de boa imagem pública. A maioria dos cidadãos não crê na Justiça. Isto demonstra que ela está distante de ser justa. 
 
Outra vez, a mesma história! Assim, volto a comentar:
 
A corrupção é um mal que está enraizada na vida pública e privada, cabendo à sociedade moral ser o medicamento eficaz dessa enfermidade epidêmica e crônica, que devasta a estrutura deste País.  O povo não pode mais ser submetido a essas canalhices garantidas pela impunidade, que absorve da nação à sua complacência.
 
Tenho recebido vários e-mails, que pela expressão das palavras escritas, vez em versos, vez em prosas, vez rancorosas e, muitas outras vezes revoltadas, de cidadãos que não mais aceitam continuar assistindo e vivenciando essa política de crime de extensão nacional. 
 
A que ponto chegou! Senadores, governadores, deputados, vereadores, ministros, dirigentes de cargos do executivo envolvidos em maracutais, balcões de negócios, ligações com marginais, etc. Supunham, alguns tecnocratas, que os foras das leis vivessem no seio da sociedade indesejada, maltrapilha e classificada de prole da miséria, pelo descaso da elite política. Entretanto não são eles, exclusivamente, os verdadeiros malfeitores. O Draconísmo resurgiu e se tornou presente no Brasil. As leis são brandas para os ricos e influentes. Duras e punitivas para os filhos e herdeiros de uma sociedade-política indecentemente, falsa, imoral e criminosa. Há momentos que me pergunto: Quem mata mais, os políticos ou criminosos comuns? É uma concorrência grandiosamente e desleal. O político mata impunemente, quando desvia recursos e deixa de realizar ações nas áreas de segurança, saúde, educação, moradia e sociais.
 
O eleitor precisa dar um choque de decência na classe política, renovando o seu quadro em geral. As eleições estão batendo à porta. Não vamos desanimar. Temos que pensar no futuro, questionando o presente e não se esquecendo do que se viveu no passado. As mentiras são muitas, mas a verdade é uma só.
Surgem nesta época de campanha os cabos eleitorais pagos, subordinados, gratificados, afilhados e os que convivem do esquema dos candidatos à reeleição, defendendo os seus próprios interesses, enganando mais uma vez a população. É neste momento que devemos ter muito cuidado na escolha.
 
Que Deus nos ilumine na hora de confirmarmos as nossas opções nas urnas e que possamos formar um quadro de políticos dignos dos nossos votos.
 
Um grande e forte abraço,
VILMAR BRUNO
NITERÓI
 
 
 
Delasnieve DaspetEmbaixadora Universal da PazCercle Universel des Ambassadeurs de la PaixGenebra - Suiça
Yahoo! Grupos
.
__,_._,___