Caminho pelas Estrelas Follow by Email

sexta-feira, 6 de abril de 2012

Enc: Poema AGORA TENHO TUDO, de Tito Olívio



----- Mensagem encaminhada -----
De: Tito Olivio
Para: Tito Olivio
Enviadas: Sexta-feira, 6 de Abril de 2012 12:45
Assunto: Poema AGORA TENHO TUDO, de Tito Olívio

 
          
                                                               AGORA TENHO TUDO
 
 Agora tenho tudo e nada espero.
A paz vive comigo em comunhão.
Talvez que o grande amor, que já não quero,
Me faça companhia e dê a mão.
Tem noites que me dói o desespero,
Porque esses que me devem não me dão
Ou me põem nos ombros o abandono
E a tristeza não deixa vir o sono.
 
Agora tenho tudo e nada sei
Do que vou encontrar na minha frente.
Por vezes, lembro aquilo que passei
E procuro varrer da minha mente.
Muitos momentos vãos desperdicei
Na ânsia de viver rapidamente
E a barca da fortuna não me viu,
Içou velas e ferro e me fugiu.
 
Agora tenho tudo, até carinho
A povoar meu sonho em noites loucas,
Percorro os quatro cantos do caminho
Com a fome de amor que tem mil bocas,
Fartas hesitações, erros sem ninho,
Fracassos e ilusões, que não são poucas,
Mágoas sofridas, álgidos segredos.
Afora a solidão, que é mãe dos medos,
 
Julgo ser afilhado das Vestais.
Afinal, tenho tudo… e pouco mais.
 
 
 
 
Faro, 02-04-2012             (01h19)
 Tito Olívio