Caminho pelas Estrelas Follow by Email

quinta-feira, 8 de março de 2012

Texto: ÀS MULHERES QUE AMAM (O dom da perpetualidade da existência humana!) Autor: Odenir Ferro

 Pelo Site da Editora o Livro já está a venda: http://www.editoramultifoco.com.br

Texto: ÀS MULHERES QUE AMAM (O dom da perpetualidade da existência humana!)

Autor: Odenir Ferro
(Obs.: - Este texto não faz parte do Livro ÀS MENINAS QUE SONHAM (Pétalas d'água)
Produzido em 07 de Março e Publicado em 08 de Março de 2012, no Site da

Ação Educacional Claretiana, cujo endereço é:


e no meu blogger:


 
Com quantos sentidos poderemos dimensionar a realidade da existência, dentro destes inúmeros sentidos que cabem dentro de cada sexto sentido que cada mulher comporta, sensivelmente, dentro de si mesma?

Como poderemos interpretar o amor, por inumeráveis vezes, de forma incondicional, dentro do contexto amoroso sobressaído delas, e que se transborda de dentro delas, feito um oceano aonde os mistérios todos das vidas existentes em todas as eras, compuseram-se de Todas as Musas feito Elas, Grandes Mulheres! Divinais Divas inspiradoras dos nossos mais perpétuos e profundos encantos! Elas são alheias, são submissas, são desconhecedoras até de elas mesmas, dentro destas atitudes compromissadas e submissas a esta imensurável força que Deus lhes deu! Ah, falando Nele, desnecessário dizer que o grande mistério da perpetualidade da Vida, está no dom doado por Ele, à Elas. O dom de gerar e de parir, e de criar e assim transcender-se dentro da alma coletiva do mundo, através da procriação.

As mulheres são pétalas d'água plenas de incógnitos encantos! São guerreiras, e amam e amam, e amam, e lambem a sua crias, feito em pé de igualdade à todas as feras instintivas que agarram as suas crias, num sentido único de protegê-las do mundo!

As mulheres têm medo de entregar ao mundo os seus filhos! Elas desconhecem esse vácuo do pós criação, aonde muitas delas padecem de um contínuo sofrimento por sentir-se separada da sua criação; ao mesmo tempo que vai se encantando, se valorizando, se entregando, se submetendo, ao ver seus filhos ganharem as asas da liberdade, rumando ao infinito das alturas!

As mulheres são amantes, são mães, são as administradoras do lar em tempo integral! Independente desta modernidade aonde atualmente exista as divisões de tarefas entre elas e o seu homem. As mulheres são múltiplas dentro de si mesmas. Elas não hesitam em agir!

Estão sempre alertas, sempre de prontidão a tudo e a todos que a cercam. Todas as Grandes Mulheres carregam grandes místerios dentro do seu universo interior sempre tão indesvendável; como se fosse um fascinante mar expondo-se, desnudando-se, de dentro do seu mais profundo interior abismal. Aonde o medo, a excitação e o mistério são os ingredientes perfeitos para o despertamento, espiritual até, ou somente muito espiritual enfim, para as curiosidades humanas, dentro do querer sentir e desvendar e desbravar, este místério insondável.

Algumas muitas mulheres, fogem da razão e desiquilibradamente se mostram dentro de um cenário de perfeita calmaria. Elas incendeiam tudo a sua volta, até encontrarem-se com o fio condutor do seu emocional que vive vibrando-lhe, como se fosse um termômetro queimado, dentro das adrenalinas que as dilatam por muita ou pelas pouquíssimas coisas mais banais.

Ah!...As mulheres! As mulheres nunca deixarão de exercerem as suas funções diplomáticas diante de todos os acontecimentos, de todos os fatos históricos que vão se sucedendo momento a momento, instante a instante! Não precisaremos ir muito longe, para constatarmos isto:

- Basta apenas olharmos em poucos retrocessos, seja para o nosso histórico pessoal existencial, ou até, avançarmos um pouquinho mais além, que então poderemos notar as marcantes presenças das grandes mulheres ao lado dos grandes homens, em todos os tempos históricos, referentes a todas as eras passadas! E é claro, nesta Era presente! Eu creio que as mulheres modernas são as que estão interagindo mais com os homens. São as que estão se firmando mais dentro do espaço que sempre foi seus. Muito embora a sociedade esteja ainda muito desencontrada, muito em desacordo entre tudo e todos, dentro deste jogo de muitos, de múltiplos interesses, eu penso, eu creio, que estamos avançando para um caminho de consenso. De objetivos, de ideais, de sonhos, entendimentos, e compartilha entre todos nós! Para isso tudo, dentro de tudo, devemos ter, acima de tudo, boas atitudes!

Muito embora esta busca venha, em ato contínuo, se sucedendo desde a época de Adão e Eva, penso que dentro desta nossa sociedade atual, tão cada vez mais e muito mais a cada momento, tão globalizada, este paradigma existencial impregnado dentro do inconsciente coletivo do Universo, esteja se manifestando, se evidenciando, se afunilando, se elucidando, de forma muito acelerada! Estamos no início de um fenômeno espiritual, existencial, nunca vivido antes, pelos nossos ancestrais! Não sei dizer se estamos vivenciando momentos privilegiados, dentro do Tempo, da nossa História atual, ou se estamos beirando aos incógnitos caminhos ladeado por um enorme precipício! Mas, de qualquer forma, nós confiamos em Deus, e os justos herdarão a Terra.

E, Eva, foi a mulher que comeu do fruto da sabedoria; desobedecendo a Deus e aos Anjos. Descobrindo desta forma, os Mistérios da Vida! Ao perder a "inocência", então Deus deu-lhe o dom da perpetualidade através da concepção, da geração, através do parto, nascimento, vida e morte! Quantas múltiplas funções dentro de uma só, cabem às mulheres! Deus deu à elas o dom da perpetualidade da existência humana! As mulheres são as eternas divas divinas: foram, são e sempre serão as musas inspiradoras do continuum da vida, dentro de cada viver em si. Todos nós, seres viventes que somos, somos uma pequena extenção dos seus diafragmas, dos seus sangramentos menstruais, dos seus amores, das suas revoltas, das suas ações, das suas reações, e das suas confusas inércias!

Também somos submissos dos seus sexos, dos seus cansassos, das suas loucuras, mas, acima de tudo, das suas bençãos, e muito além de tudo, dos seus encantadores incondicionais e conspiradores Amores!