Caminho pelas Estrelas Follow by Email

sábado, 23 de julho de 2011

Enc: [Caminho Pelas Estrelas] Biografia sobre o Poema O Meu Grande Sonho



----- Mensagem encaminhada -----
De: Odenir Ferro <odenirferro@yahoo.com.br>
Para: odenir.ferro@yahoo.com.br
Enviadas: Sábado, 24 de Novembro de 2007 12:47
Assunto: [Caminho Pelas Estrelas] Biografia sobre o Poema O Meu Grande Sonho


As Bandeiras desta camisa foram confeccionadas
todas à mão ( pintadas ) inclusive nas costas, e
foram idealizadas por mim, e foram confeccionadas pela Designer e Artista Plástica Carla Fitippaldi. Usei esta camisa por ocasião da entrega do Troféu V Prêmio Talento Cultura Nacional, no SESC - Vila Mariana em São Paulo-S.P., no final do ano de 2005. Por ocasião, declamai o Poema O Meu Grande Sonho, e as Bandeiras da camisa representam A União Entre Todos Os Povos, que se enquadra perfeitamente dentro da mensagem poética do Poema O Meu Grande Sonho!
Rio Claro, Cidade Azul, Novembro de 2007

Odenir Ferro



--
Postado por Odenir Ferro no Caminho Pelas Estrelas em 11/24/2007 06:37:00 AM


Enc: [Caminho Pelas Estrelas] Oração do Pai Nosso




Oração do Pai Nosso!
Esta ainda é a Oração mais poderosa que Deus nos deixou!
Pai Nosso, que estais no Céu,
Santificado seja o Vosso Nome
Venha a nós, o Vosso Reino,
Seja feita a Vossa vontade
Assim na Terra como no Céu.
O Pão Nosso de cada dia,
Dai-nos hoje
Perdoai as nossas ofensas,
Assim como nós perdoamos
A quem nos tem ofendido.
E não deixai-nos cair em
Tentação, mas livrai-nos
De todo o mal. Amém!
Esta é a minha Homenagem
a todos que por aqui, neste blogger,
passaram e passam e se Deus permitir,
continuarão passando pois a fonte de inspiração
que Deus me deu é muita! Agradeço profundamente
a Deus e a todos! Obrriiiigggggaaaaadooooooo!!!!!
Odenir Ferro, 21 de Dezembro de 2007

--
Postado por Odenir Ferro no Caminho Pelas Estrelas em 12/21/2007 06:05:00 AM


Enc: [Caminho Pelas Estrelas] Poema: NINO CHANINHO



----- Mensagem encaminhada -----
De: Odenir Ferro <odenirferro@yahoo.com.br>
Para: odenir.ferro@yahoo.com.br
Enviadas: Domingo, 16 de Setembro de 2007 11:26
Assunto: [Caminho Pelas Estrelas] Poema: NINO CHANINHO

Poema: NINO CHANINHO
Autor: Odenir Ferro

Trina, trina, os Sanhaços-Ira,
Comendo as frutinhas do Pomar.
Corre, corre, que o vento guia,
O Gatinho Nino! Rumo ao Sonhar...

Vem ligeiro, vem bem de mansinho,
Num dócil miadinho, tão seresteiro,
O belo Gatinho Nino bem sertanejo.
O meu tão querido Nininho Chaninho!
- Que Deus o tenha! Que Deus o tenha!

Vem de mansinho, bem sorrateiro...
Correndo ligeiro, soltando miados,
Dançando nas patas doces bailados.
Mirando o olhar, nos Sanhaços-Ira,
Nos Tico-Ticos, e nos Pintassilgos,
Pombas Rôla, nos Pombos Selvagens
Que vêm no Pomar bicarem, bicarem,
Que vêm eles, frutas doces degustar!

Olha ágil, irrequieto, o Nino Chaninho!
- Niíínnooóó!!!... - ChanniiííínhÔÔóóÓÓ!!!
- Vive ágil irrequieto, o meu Nino Chaninho...
- Será que sabe ele das maldades humanas!?
"Se sabe, dentro da pureza sua, desconhece.
Aqueles que sendo vilões, profanam Dogmas!
Deturpam a Fé, corrompem as nossas emoções
Enganam, mentem, roubam, repudiando o Amor
Em Nome do Amor, em Nome do Amor, do Amor!

-Xerife, XerifêÊÊ! Nino Chaninho! Nino, NinôÔÔ!
Olha irrequieto, no corpo ágil, o meu Nininho!
Mirando os vai e os vem das avezinhas festeiras
(Longe, muuiito longe, das avesderapinas.Argh!)
Festejando no Céu, num enorme verdadeiro Banzé!

-Vai ele, içando patinhas, correndo ligeiro
Ele vai, o meu gatinho manhoso briguento.
Querendo ele, com o seu vesguinho olhar,
As aves do Céu dizimar, desfrutar...

-Adeus! Nininho Chaninho, Adeus, a Deus... Deus!

Esta é minha Homenagem ao gatinho Nino Chaninho,
covardemente assassinado com veneno "chumbinho"!





--
Postado por Odenir Ferro no Caminho Pelas Estrelas em 9/16/2007 06:57:00 AM


Enc: [Caminho Pelas Estrelas] Crônica: PLENO ESTADO DO SUBLIME AMOR!



----- Mensagem encaminhada -----
De: Odenir Ferro <odenirferro@yahoo.com.br>
Para: odenir.ferro@yahoo.com.br
Enviadas: Quinta-feira, 23 de Agosto de 2007 11:21
Assunto: [Caminho Pelas Estrelas] Crônica: PLENO ESTADO DO SUBLIME AMOR!

Crônica: PLENO ESTADO DO SUBLIME AMOR!

Autoria: ODENIR FERRO

Às vezes, muitas vezes até, os assopros do gélido ar do frio, que até a mim vem, me aquece. Dependendo do local onde estiver, sinto até um clima romântico ou poético reascendendo as doloridas chamas amorosas do meu eterno apaixonado coração.
Desculpem-me! Eu estou mentindo...Quando há o frio cortando o meu visceral corpo até invadir as entranhas mais inusitadas da minha alma, não importa o local onde eu estiver, pois tudo em mim, dentro e fora de mim é um profundo e aquecido estado de amor reinando soberano no universo aconchegante do meu aquecido mundo interior.
Mas, mudando um pouco de assunto, o que pensava em dizer, quando comecei a me "beliscar" para buscar inspiração, era em aprofundar-me nos porões míticos e místicos, cheios de arquivos de vivências minhas, onde ficam situadas as minhas mais emotivas memórias, e onde é que está a realidade mais profunda do meu interior, de onde eu encontro e extraio e vivo um estado de ser tão sensacional e mágico, dentro desse afetivo fator que gera esse meu amoroso estado de ser... É quando então, eu me disponho a escrever algo, criar um poema bem sensível, tocante, profundo, humano, dentro dessa minha realidade, onde eu nunca sei exatamente o que vai sair, o que vai acontecer, com os caminhos mágicos tecidos por minhas abençoadas mãos invisíveis; que rapidamente buscam transitarem pelos meus registros da inspiração, ao rondar a minha alma, fazendo deslizar essa emoção para a caneta, numa tentativa de registrar impulsivamente tudo o que as minhas sensações forem retirando das minhas realidades interior ao rapidamente irem ditando para as minhas mãos físicas, carnais, essa razão comandada pelo intelecto do meu cérebro. E também pela força do meu corpo pleno de vigor!
Assim vou eu, num vôo livre, pássaro sonhador amante de mim mesmo e de tudo e de todos que me rodeiam, ao ir deslizando suave nos meus pensamentos, numa incansável busca da harmonia e perfeição exata das palavras que vão aflorando do meu inconsciente emocional. Pra depois, dessa maneira, presenteá-las com todo o meu indispensável carinho, aos meus interlocutores leitores e leitoras, ávidos pela busca da fragrância exótica dos aromas doces ou agridoces que saem dessas minhas melodias tecidas a toque de caixa, fazendo uma florada de sinfonia de cores profusas, que vão esparramando-se pelos ventos, plenos por irem nos caminhos incógnitos do viver, distribuindo um ar carregado de mensagens encarregadas por espalharem amores, sonhos e paz, muita e profunda paz, a quem estiver interpretando estas mensagens saídas do meu emotivo estado de inspiração, transcrito na forma de poemas, contos, crônicas, tirados dos meus arquivos mais doces e saborosos das emoções registradas na vida das minhas memórias; e que ficaram guardadas à espera de uma ocasião, para virem à luz, na forma de escritos, para se registrarem então, a partir da minha alma, em tantas outras almas que vivem dentro das outras pessoas humanas que assim como eu, vão buscando uma motivação da razão, dentro dessa ilusão gerada por essa tal felicidade, querendo encontrar nos objetivos, um sentido do por que estarmos aqui, passeando pelos caminhos desse nosso Planeta Terra!
Vou deixando assim as palavras fluírem, como se fossem um viscoso e dourado mel, aquecido pelos raios solares intensos pelas forças vibrantes de vida em puro estado de energia impregnada de Amor Universal! Numa imensa expectativa sincera de colorir e adocicar a vida das pessoas humanas, ávidas por buscarem ou dentro ou fora de si, ou para si mesmas, um confortável encontro espiritual que poderá leva-las ao mais saboroso e harmonioso íntimo de si mesmas. Para que então, possam dessa forma, encontrarem-se consigo, ou com o próximo. Criando ou reconstruindo os fortes laços da vida que nos impulsiona ao pleno Estado do Sublime Amor!


--
Postado por Odenir Ferro no Caminho Pelas Estrelas em 8/23/2007 07:19:00 AM


Enc: Fwd: O Sarau



----- Mensagem encaminhada -----
De: Darlan Alberto Tupinambá
Para:
Enviadas: Sexta-feira, 22 de Julho de 2011 9:16
Assunto: Fwd: O Sarau


Este e-mail é amigo do ambiente,  pondere antes de o imprimir 

Política de envio de e-mails:
*Esta mensagem segue os padrões internacionais e nacionais contra prática de spam, que especifica: -" Uma mensagem não poderá ser considerada spam quando inclua uma forma de o destinatário cancelar ou solicitar o cancelamento do recebimento das mesmas", tudo de acordo com a legislação nacional sobre o envio de mensagens. (Decreto-Lei nº 7/2004).

D i m y t h r y u s
Embaixador Universal da Paz (Cercle de Les Ambassadeurs Univ.de La Paix-Genebra, Suiça)


Visite o site:

http://www.blocosonline.com.br/literatura/poesia_inicio.php

http://www.gargantadaserpente.com/toca/poetas/dimythryus.php

http://www.meiotom.art.br/darlanpo.htm


---------- Mensagem encaminhada ----------
De:
Data: 21 de Julho de 2011 22:45
Assunto: O Sarau
Para:




Em se tratando de eventos literários e outras vertentes, saiba tudo o que está rolando por ai através do Jornal Virtual
"O Sarau". Um jornal que tem como meta principal deixá-lo bem informado sobre alguns dos melhores eventos literomusicais que borbulham freneticamente dentro desse enorme caldeirão cultural, que principia no centro nervoso da capital paulista, a Avenida Paulista, e se estende ordenadamente pelos quatro cantos da periferia.
Veja também alguns dos trabalhos literários de alguns companheiros, que encontra em nosso jornal uma vitrine para mostrarem o resultado de suas inspirações.
Vida longa a todos e boa leitura.  
 


Atenciosamente

Ferretti






----- Mensagem encaminhada -----
De: Cercle Univ. Ambassadeurs de la Paix
Para:
Enviadas: Sábado, 23 de Julho de 2011 3:55
Assunto: Fw: o perfil da paz profil de la paix profile of peace el perfil de la paz

 
de notre ambassadeur   José Bonifácio de JESUS FALHO BRESIL
                       votre indulgence pour les traduction merci !
                                                                                              
            
                                     O PERFIL DA PAZ
 
As lágrimas rolavam
Com brilho intenso
E os sonhos acabavam
De um amor imenso!
Seu rosto retratava
Uma grande tristeza,
De quem sempre amava
Com mestria e nobreza!
Jamais ousou condenar,
Quando maior era sua dor.
Pois só sabia amar
E agir com grande dulçor!
No seu coração o rancor
Nunca ocupou lugar.
Ali, sempre há amor:
Algo belo e singular! 
A angélica postura,
Dos belos e firmes passos,
Retrata com mesura
Os mais seguros traços!
Um modelo perfeito.
Longe de ser casmurro.
Bondoso desde o leito,
Falando em sussurro!
Cheio de paciência
E da excelsa candura.
Possui o dom da ciência
O que parece loucura!
Tão humilde e humano!
Bem sincero e pequeno!
Combatendo o profano,
Como um ser Nazareno!
                         LE PROFIL DE LA PAIX 
Les larmes roulaient 
Avec une luminosité intense 
Et les rêves finissaient
D'un amour immense ! 
Son visage faisait le portrait 
Une grande tristesse, 
Qui toujours aimait 
Avec savoir-faire et noblesse !
 Il a jamais osé condamner, 
Quand plus grand c'était sa douleur.
Donc seulement il savait aimer
 Et agir avec grande douceur ! 
Dans son coeur la rancoeur 
N'a pas jamais occupé la place.
 Ali a toujours de l'amour : 
Quelque chose de beau et de singulier !
 L'angélique position
Des beautés et de fermes voiles,
Il fait le portrait avec passion 
Les plus sûrs tracés ! 
Un modèle parfait.
 En parlant dans le murmure ! 
Plein de patience
 Et d'exellente candeur.
Il possède le don de la science 
Ce qu'il semble folie ! 
Aussi humble et humain ! 
Bien sincère et petit !
 En combattant le profane, 
Comme un être Nazaréen ! 
PROFILE OF PEACE 
The tears rolled
 With an intense luminosity
 And the dreams finished 
 an immense love! 
Its face made portrait
 A great sadness, 
Who always liked
 With know-how and nobility!
 It forever dared to condemn,
 When larger thus only it was its pain.
could like 
And to act with great softness!
 In its heart rancour 
Never the place did not occupy.
 Ali always has love: 
Something of beautiful and singular! 
angelica position Beauties and firm veils,
 It makes the portrait with passion
 Surest layouts! 
A model perfect.
 While speaking in the murmur!
 Full with patience 
And exellente frankness.
It has the gift of science 
This that it seems madness!
 Also humble and human! 
Quite sincere and small! 
As a combatant the layman, 
How a Nazaréen being!
EL PERFIL DE LA PAZ
 Las lágrimas rodaban 
Con una luminosidad intensa 
Y los sueños terminaban 
¡un amor inmenso! 
Su cara hacía el retrato 
Una gran tristeza,
 Quién  siempre gustaban
 ¡Con conocimientos técnicos y nobleza! 
Nunca se ha atrevido a condenar, 
Cuando mayor era su dor.
Pues solamente sabían gustarle
 ¡Y actuar con gran suavidad! 
En su corazón el rencor
 a no nunca ocupada el lugar. 
Ali tiene siempre de amor:
 ¡Algo de belleza y singular! 
angélica posición Bellezas y firmes velas, 
Hace el retrato con pasión
 ¡Los más seguros trazados! 
 Un modelo perfeito.
 ¡Hablando en el murmullo!
 Lleno de paciencia 
Y  exellente candeur.
Posee la subvención de la ciencia
 Este que ¡parece locura!
 ¡Por eso humilde y humano!
 ¡Bien sincero y pequeño! 
Combatiendo el forastero, 
¡Tan un ser Nazaréen! 
&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&