Caminho pelas Estrelas Follow by Email

segunda-feira, 27 de junho de 2011

Image of the Day Gallery NASA / Posted by Odenir Ferro



Image of the Day Gallery NASA

flamingstars

Enc: [PoetasdelMundo_Brasil] VANDA FERREIRA CONVIDA PARA LANÇAMENTO DO SEU LIVRO PASSAGENS - HISTORIA DE VIDA



--- Em seg, 27/6/11, daspet
 escreveu:

De: daspet
Assunto: [PoetasdelMundo_Brasil] VANDA FERREIRA CONVIDA PARA LANÇAMENTO DO SEU LIVRO PASSAGENS - HISTORIA DE VIDA
Para: "Forum-Grupo" <Forum_de_Cultura_MS "PoetasdelMundoBrasil"
Data: Segunda-feira, 27 de Junho de 2011, 9:44

 

VOCÊ está convidado                                                                                                          

Gentileza confirmar sua presença via e-mail

 

CONVITE DO LIVRO PASSAGENS.jpg

__._,_.___




 

__,_._,___

Enc: Destaques da Programação das Rádios EBC Rio



--- Em seg, 27/6/11, Rádio MEC escreveu:

De: Rádio MEC
Assunto: Destaques da Programação das Rádios EBC Rio
Para: odenir.ferro@yahoo.com.br
Data: Segunda-feira, 27 de Junho de 2011, 7:50

BoletimDestaques da programação das Rádios EBC Rio

Ouvindo Música  (MEC AM)

Edição dedicada ao CD Olho de Peixe, com análise de diversos aspectos das músicas do disco lançado pelo cantor, compositor e violonista Lenine e pelo percussionista Marcos Suzano.

Quarta-feira – Dia 30 – 21h30

Nossa Música (MEC AM)

Um encontro histórico entre os mestres Leopold Stokowiski e Villa-Lobos.

Sábado, Dia 02- 19h

Rádio Maluca (MEC AM)

O programa comemora 7 anos com muita festa, grandes atrações e sorteio de brindes.

Sábado, Dia 02 – 11h

Concerto das Américas (MEC FM)

Obras de compositores argentinos para percussão.

Segunda-feira - Dia 27 – oh

Blim-blem-blom (MEC FM)

Tim RescalaAfinal, o que é melodia?

Sábado- Dia 02 – 12h

Sala de Concerto (MEC FM)

Grandes momentos da ópera O Trovador, de Verdi. A soprano gaúcha Maíra Lautert é a personagem Leonora nesta apresentação.

Sexta – Dia 01 – 17h

Tabuleiro do Brasil (Nacional Rio)

Tabuleiro do Brasil apresenta músicas juninas de todo o país. E ainda, histórias diversas sobre estas festas folclóricas.

De 20 a 27 , de 3h às 6h

Histórias do Frazão (Nacional Rio)

O programa Época de Ouro desta sexta-feira, dia 1 de julho, traz de volta ao palco da Rádio Nacional do Rio o cantor Romeu Fernandes.

Sexta-Feira, dia 1 de julho, às 17h

Garimpo (Nacional Rio)

Lamartine Babo é o tema do programa Garimpo desta terça-feira, dia 28, apresentando músicas com temas de festas juninas

Terça-feira, dia 28, às 21h

Como sintonizar

Amazônia – AM
Rádio Nacional da Amazônia
OC 11.780 kHz e 6.180 kHz
Rádio Nacional do Alto Solimões
AM 670 kHz e FM 96,1 MHz

Brasília - DF
Radio MEC AM
AM 800 kHz
Rádio Nacional AM
AM 980 kHz
Rádio Nacional FM
FM 96,1 MHz

Rio de Janeiro - RJ
Rádio MEC AM
AM 800 kHz
Rádio MEC FM
FM 98,9 MHz
Rádio Nacional AM
AM 1.130 kHz

Ouvir online

Ouvir via satélite

Redes Sociais

Rádios EBC - Empresa Brasil de Comunicação

Rio de Janeiro
Rádio MEC - Praça da República, 141 - A, Centro / Rio de Janeiro - RJ, Brasil / CEP 20211-350
Rádio Nacional - Praça Mauá, 7, 21º andar / Rio de Janeiro - RJ / CEP 20081-240
Telefones: (55 21) 2117.7804
comunicamec@radiomec.com.br

CAO - Central de Atendimento ao Ouvinte
ouvinte@radiomec.com.br
(55 21) 2117.7853

Brasília
SCRN 702 / 3 Bloco B - Brasília/DF - 70720-620
Telefone: +55 (61) 3799.5200 / 3799.5234

São Paulo
Av. Mofarrej, 1200 - Vila Leopoldina São Paulo/SP 
Brasil CEP 05311-000
Telefone: +55 (11) 3545.3003

 

 

Enc: Lançamento do livro "A longa viagem perto de casa"



--- Em seg, 27/6/11, Secretaria da Cultura 
 escreveu:

De: Secretaria da Cultura
Assunto: Lançamento do livro "A longa viagem perto de casa"
Para: odenir.ferro@yahoo.com.br
Data: Segunda-feira, 27 de Junho de 2011, 13:01


Enc: [PoetasdelMundo_Brasil] : Odenir Ferro



--- Em seg, 27/6/11, poetasdelmundobrasil
escreveu:

De: poetasdelmundobrasil poetasdelmundobrasil
Assunto: [PoetasdelMundo_Brasil] : Odenir Ferro
Para: "PoetasdelMundoBrasil" <PoetasdelMundo_Brasil
Data: Segunda-feira, 27 de Junho de 2011, 9:41

 
 
----- Original Message -----

http://www.poetasdelmundo.com/verinfo_america.asp?ID=7565

odenir.ferro@yahoo.com.br



Eu entendo a mágica dinâminca da vida e os segmentos do viver em si, como sendo compostos ininterruptamente e cheios de intensos labores, por períodos cíclicos. Nesses períodos, que abragem o meu processo cognintivo interior, eu os defino silenciosamente pra mim mesmo (até então, agora) como sendo períodos férteis, produtivos, ou inférteis e pouco produtivos, no tocante a criação escrita, a beleza que compõe a arte das letras, cuja arte me exerce tanto fascínio e na qual, a ela, eu me predisponho com tanto expressivo acolhimento amoroso.
Aliás, voltando ao assunto períodos produtivos, férteis, onde nós estamos ou ficamos mais expansivos, são, no meu entender, aqueles momentos em que na minh'alma, eu me evidencio e também me mostro mais pleno, desnudo das amarras que prendem-me dentro do mundo da introspecção.
Sem querer dizer com isso que a minha introspecção me cause improdutividade artística. Não! Muito pelo Contrário!...
Apenas o que ocorre comigo, dentro do meu universo interior, é que na minha introspecção, eu vejo o mundo num ângulo puramente meu, impar, mais obtuso, mais circunspecto, mais intimista e mais intimidado com os segmentos circunstanciais da exitência de tudo e de todos, dentro da dinâmica da vida.
Criar algo, construir algo, materializar ou densificar, por peso emotivo e dinâmico numa frase, num verso, até surgir um poema delineado por vários símbolos e ícones cognitivos, é elaborar o eterno de um sentimento, eternizando a mágica cativante e indecifrável existente no fascínio que envolve da forma sagrada, tudo o que é belo.
Construir emoções através das palavras, eternizando-as, é criar uma ponte entre o real do cotidiano para com a magia do incógnito que se constrói e auto se sustenta, no abrasivo amor abstrativo que se alinha nos colunas do inconsciente coletivo da Humanidade!
Arrancar do abstrato subjetivo das palavras a força das imagens motoras que constróem as linhas dos pensamentos, apenas usando da pura intuição ideária imaginativa, formando códigos, sinais de expressões e metáforas, é como atirar-se pra dentro de um poço escuro à procura da luz que vai gerar a lucidez harmônica da razão emocional e criativa existente na força das palavras, através da cognição tracejada a partir dos nossos mais inusitados sentimentos.
Já no processo produtivo expansivo, as cores e os objetos e também os objetivos, ganham as formas e as dimensões reais, dentro da expressão característica da minha linguagem.
Meu raio de ação e observação é mais amplo em relação ao conjunto do tudo, no todo que forma a composição da realidade física, da matéria, e dos Ícones milenares, como o Sol, a Lua, Céu, as Estrelas...
Na minha concepção de ver, sentir, tocar, quando estou expansivo, é um eterno buscar criar a minha razão existencial, dentro da realidade objetiva, fugindo do meu parâmetro emocional, o máximo possível.
Assim sendo, chão fica sendo chão, tijolo sendo tijolo e casa é apenas uma casa. Procuro sentir e ver e extrair de tudo, apenas com a minha concepção visual, sem a visual emocional, a realidade objetiva materializada no aspécto característico de todas os objetos, coisas, lugares, pessoas...
Apenas descrevendo-as dentro da realidade de como elas realmente são, sem apreciá-las ou depreciá-las com a minha profundidade de relação amorosa por toda a beleza que gera a composição magnânima da vida.
Eu apenas, então, vou me situando e me compondo e compondo as situações do cotidiano à minha volta, que gravita em torno de mim, sem os aspéctos e os raiados espéctros das emoções tão fugitivas e furtivas da realidade.
No expansivo, procuro traçar a realidade com a visão focada no maior grau de nitidez possível, focando-a através da minha realidade artística, tal qual como ela é, como ela se apresenta dentro da nossa comunicação intelectual, seja ela individual ou coletiva.
Enfim, é assim que me divido e me componho entre os meus ciclos expansivos e introspectivo.

Poema: VEIO POÉTICO
Autoria: Odenir Ferro

Vôo com as mãos, escrevendo,
Beijo com os lábios comovendo
Os movimentos plenos, deliciosos,
Habitados nos pensamentos gerados
Na articulação da veia cabalística e bela
Que vai projetando na luz de muitas frases
Que vão ganhando força na cor da vida real,
Habitando o Universo ora inconsciente latente,
Ora desperto e consciente do Amor que gera o Tudo!

Voam das minhas mãos, palavras virgens e vivas!...
Que aos poucos caem no solo, fincando o seu chão,
Atando-se umas nas outras, fortificando meus ideais
Moldando-se na interação motora dessa viva métrica
Que vai dando forma nas minhas imagens cênicas
Extraídas dos sulcos doídos ou puramente doidos,
Da arte que circula nos sangrados sagrados amores
Enraizados nas mais profundas entranhas da carne
Onde atua o coração plangente no veio poético!
__._,_.___
Atividade nos últimos dias:
    ATENÇÃO!!!!!!!!!!!!!!
    PARA DIVULGAR - ENVIE O SEU  TRABALHO APENAS PELO EMAIL:
    brppoetasdelmundobrasil@gmail.com
    .
    PARA PARTICIPAR DA ANTOLOGIA - APENAS NOS EMAILS:
    associacaointernacional.pm@gmail.com 
    delasnieve.dd@gmail.com
    .

    Cadastram-se no blog da ASSOCIAÇÃO INTERNACIONAL POETAS DEL MUNDO:
    http://a-internacionalpoetasdelmundo.blogspot.com/
    .
    Delasnieve Daspet
    Embaixadora Universal da Paz
    Cercle Universel des Ambassadeurs de la Paix
    Genebra - Suiça
    .

    __,_._,___

    Enc: [PoetasdelMundo_Brasil] Ode às àrvores - Delasnieve Daspet



    --- Em sex, 24/6/11, daspet
     escreveu:

    De: daspet
    Assunto: [PoetasdelMundo_Brasil] Ode às àrvores - Delasnieve Daspet
    Para: PoetasdelMundo_Brasil
    Data: Sexta-feira, 24 de Junho de 2011, 18:53

     

    Ode às árvores

                Delasnieve Daspet

    .

    Abro os  olhos

    Enevoados pela ilusão

    No universo de ordem absoluta.

    .

    Desatenta e atordoada

    Pelas desatenções da vida,

    Não observava a árvore robusta,

    De copas farfalhantes,

    Como sentinelas, lado a lado,

    Davam passagem ao vento,

    Em surdina.

    .

    A mata arranca vida do solo,

    No silêncio da noite,

    Assim como o homem,

    Tem veias por onde circula a seiva.

    .

    Desde a vegetação que entapeta a terra,

    Ás grandes árvores que entregam a vida

    Em nome do progresso.

    Tudo é feito em favor da vida, do amanhã

    DD_Campo Grande - MS, 24.06.10

    -   Da série Morte-Vida" -

     

     

     

     

     

     

     

     

     
    Media\00 Son of the Light - Mike Rowland 86,9.wav
    __._,_.___
    .

    .

    __,_._,___

    Enc: [PoetasdelMundo_Brasil] : CONVITE OFICIAL CORRIGIDO - Lançamento em DVD do "Matriculas Abertas, Vagas Limitadas", 01 de Julho, sexta



    --- Em sáb, 25/6/11, poetasdelmundobrasil
     escreveu:

    De:
    poetasdelmundobrasil
    Assunto: [PoetasdelMundo_Brasil] : CONVITE OFICIAL CORRIGIDO - Lançamento em DVD do "Matriculas Abertas, Vagas Limitadas", 01 de Julho, sexta
    Para: "PoetasdelMundoBrasil"
    "SP-CÔNSULES"
    Data: Sábado, 25 de Junho de 2011, 11:36

     
    
     
    ----- Original Message -----
     CONVITE OFICIAL CORRIGIDO - Lançamento em DVD do "Matriculas Abertas, Vagas Limitadas", 01 de Julho, sexta


    Prezados Amigos,poetas,escritores,músicos,artistas,personalidades não percam dia 1º a estréia de "Matriculas Abertas,Vagas Limitadas",com Grande lenco,inclusive eu(Josane Peer) atuando na produção que foia assistida e aprovada por nada mais menos que Charles Mollenes (ensaista Francês),Pieere Calfon (Critico do Cinema Francês) e Sra.Carla Bruny Sarcozy,por favor divulgeuem a todos os seus contatos,redes sociais,amigos e não deixe de prestigiar esta obra que vai dar muito o que falar,corram que as Vagas são limitadas.
    Grande Abraço a todos .
    Josane Peer

     



    __._,_.___
    .

    .

    __,_._,___

    Enc: [PoetasdelMundo_Brasil] Luzia Cardoso



    --- Em dom, 26/6/11, poetasdelmundobrasil
    escreveu:

    De:poetasdelmundobrasil
    Assunto: [PoetasdelMundo_Brasil] Luzia Cardoso
    Para: "PoetasdelMundoBrasil"
    Data: Domingo, 26 de Junho de 2011, 15:04

     
     
    ----- Original Message -----


    Meu link
    : http://www.poetasdelmundo.com:80/verInfo_america.asp?ID=6520


    Imagem: http://oimpressionista.wordpress.com/museu-virtual-gentileza/


    Um Pilar para o Futuro

    Luzia M. Cardoso



    A roda que gira no espaço
    virando-nos de ponta à cabeça,
    ata-nos ou afrouxa os laços,
    fazendo que tudo aconteça.

    O circo parece uma roda
    colorida no centro da praça,
    onde o palhaço também incomoda
    pintando na face a desgraça.

    E um profeta girou nesse mundo,
    num caminho escuro e profundo,
    com versos à flor da aspereza.

    Semeou, em vales profanos,
    as sementes de outro plano,
    rogando só por gentileza.


    (À passagem do Profeta Gentileza - 1917-1996)


      Luzia M. Cardoso

    Meu blog: http://evivendoquesevive.blogspot.com

    __._,_.___
     
    .

    __,_._,___