Caminho pelas Estrelas Follow by Email

terça-feira, 16 de março de 2010

Poema: A BUSCA DO AMOR / Autor: Odenir Ferro


Poema: A BUSCA DO AMOR

Autor: Odenir Ferro

Cintilava ao nosso lado, a psico adaptação

Destas múltiplas fagulhas despetalando-se

Na força do nosso amor, transcendendo-se

Nas imaginativas cadências do nosso além

Indo através do ritmo inspirativo de nós.

Entretanto, de quando em quando, a lua se mostrava inteira.

Dentro das nossas inúmeras faces sobrepondo-se a do luar

Dividindo o teor do seu brilho, com o das estrelas...

Pois que há o brilho incomum, vindo brilhar na luz

Dos nossos olhares, transcendendo-nos nus,

Dentro das nossas exacerbadas paixões

Querendo beber da vida todo o Vinho

Na Sua intraduzível força vibrante,

Dentro do ego das nossas emoções!

Através do brilho das estrelas,

Ou noites quentes ou enluaradas

Vemos os Seus olhos fixos

Nos nossos. E nos revemos

Nos espelhos do nosso

Vivo e intenso Amor!

Então grito dentro de Nós,

Fugaz e muito intimamente,

Às nuvens que são adversas,

Que a quentura da nossa Vida

Sempre se fará muito Presente

Em todas as nossas noites de luar!

Se durante o dia fizer chuva ou sol,

Se a noite radiar-se brilhante e linda,

Dentro de uma ímpar magia, acalorada,

Tri dimensionado, amplificando sabores,

Os nossos Egos serão enaltecidos na Força

Deste descomunal Amor que nos vê, e vem.

Para dizer-nos que somos Tudo e além mais!

Seremos como os eternamente apaixonados

Por uma única, ímpar e tão incomum Força,

Avançando-se dentro do íntimo de nós mesmos.

Por sermos desbravadores desta belíssima busca:

- A do incompreensível desejo e nítido,

Embora não verbalizado:

- Na busca do Amor, dentro do nosso amor!