Caminho pelas Estrelas Follow by Email

quinta-feira, 24 de julho de 2008

HOMENAGEM ESPECIAL À TUCA MIRANDA!

Crônica: O VALOR DA AMIZADE!

Autoria: Odenir Ferro

Hoje eu pensei em escrever algo que fosse muito significativo. Algo que fosse, além de profundamente significativo, extremamente valoroso, além de sensivelmente expressivo no tocante a tudo o que se referisse às emoções, aos sentimentos.

Pensei em elaborar um conjunto de muitas palavras onde todas elas se resumissem se encontrassem, se recontassem e ao mesmo tempo, se inter relacionassem entre si mesmas.

Para que desta forma, então, eu pudesse ir me expressando dentro das minhas emoções, ao compô-las.

E enquanto eu fosse escrevendo-as, de formas muito expressivas e harmônicas entre elas, eu fosse embutindo nelas, algo do meu eu, algo que fosse do meu toque pessoal, esvaído da minha personalidade, enfim, algo do meu eu, em que fosse muito marcante e carismático.

Algo que fosse belo, sensível, agradável de ler, de interpretar.

Algo que fosse fenomenal de se ouvir, de se falar!

Eu pensei muito e acreditei que fosse tracejar rabiscar, desenhar, versejar por entre sílabas, fonemas, vogais, palavras, letras, enfim. Até que se formassem belas frases, desejando ir por um caminho todo meu, dentro do meu eu tão emocionalmente presente, meditativo e pensante...

Mas, não foi exatamente tudo isto o que me aconteceu, quando me propus a ir escrevendo, deixando que as idéias fluíssem de dentro do meu interior.

Aconteceu-me o que sempre me acontece quando escrevo. As minhas emoções e as minhas memórias emotivas foram falando muito mais alto do que as minhas idéias racionais, e então, deu no que deu.

Novamente eu me perdi no labirinto de mim mesmo, ao ver as emoções irem se esvaindo do meu interior, ao se transbordarem de alegria plena de vida própria. E todas tão cheias de belíssima personalidade!

Enquanto pensei que fosse criar belos textos, com profundas e significativas palavras, novamente aquelas abençoadas mãos invisíveis da inspiração, tocou-me!

Tocou-me dentro do meu eu emocional, bem no exato momento em que pensara poder ir traduzindo em puras palavras, todas das diversidades em profundidade, de todos os sentimentos que reinam nas memórias emotivas do meu coração.

Quando pensei em traduzi-las na forma de um texto que fosse forte e significativo e que expressasse os meus mais belos sentimentos em relação da nobreza existente no teor da realidade desta bela amizade que eu sinto por você, Amiga Tuca!

Tudo o que eu escrevi até aqui, neste exato momento, vendo a caneta vir deslizando numa boa velocidade, confesso-lhe que não demorei mais do que dois ou três minutos!

Pois que estas palavras já residiam palpáveis e plausíveis, dentro do meu inconsciente existencial.

E os afetos que sinto por você, são sinceros. São reais e transbordam de dentro da alma do meu coração.

Portanto, amiga, não estou tendo muitas dificuldades em escrever esta mensagem especial pra você.

Pois que nela, dentro dela, estou procurando ser sincero e também estou sentindo que esta mensagem está sendo abençoada pelas divinas mãos inspiracionais saídas do veio transcendental e poético de Deus!

Quero lhe dizer que prezo muito a sua Amizade verdadeira! Pois sinto em você, uma mulher objetiva, prática, racional, emocional e acima de tudo muito verdadeira.

E dentro das suas verdades, atuam os jogos que você, que como qualquer ser humano, faz para existir, sobreviver e viver em sociedade, participando, atuando, produzindo, elaborando, trabalhando...

Enfim, sinto que você joga bem, dentro de um jogo limpo, aberto, sincero. Pois você é verdadeira e preza muito isto, desenhando suas páginas pessoais de existência com características firmes e marcantes...

Sempre tão profundamente marcantes e delineadas dentro de sua forte personalidade.

Ser verdadeira, ou buscar dentro de si os recursos para se ser, nos dias de hoje, é uma atitude louvável.

Eu tiro o meu chapéu pra você!

E eu sinto ser uma das suas preocupações constante, esta insígnia que é a sua marca registrada: - A de ser verdadeira!

Parabéns, Amiga Tuca! Creio que todos os artistas de valor são verdadeiros, e prezam muito por isto.

Você é real e marcante. Agradável.

De voz magnética, atraente e bonita.

Voz persuasiva num fimbrio fio feminino muito marcante.

Principalmente pela sinceridade correta que se desprende naturalmente da dentro das profundezas da sua alma, ao falar através dela.

Ao se emocionar, ao interpretar os textos, e ir seguindo em frente pelas tão inusitadas trilhas dos caminhos sempre muito incógnitos deste nosso cognitivo viver...

Outro dia, abrindo meu e-mail, aceitei o comentário que você deixou numa das fotos que publiquei no meu blogger http://www.odenirferrocaminhopelasestrelas.blogspot.com!

Foto que inclui e que fora clicada, quando de uma das últimas apresentações que fiz, onde recebi mais um prêmio literário.

Quando li o seu comentário, procurei automaticamente, rebuscar dentro de mim, as emoções vividas na íntegra, ou parte delas, do que senti naquele momento em que fui clicado...

Pensei em escrever sobre aquelas muitas emoções, mas...

Eu, dentro de muito das muitas emoções vividas dentro do mundo que me cerca e das coisas do Planeta e da Humanidade e da Natureza, procuro e sempre procurei cultivar e nutrir os meus sentimentos e com elas dar estética nas palavras, ao ir compondo, versejando...

Vir, enfim, embelezando as nuances e as vertentes, os altos e os baixos do viver em si...

Registrando ou procurando registrar em sonoros, amorosos e vocativos versos, tudo o que eu puder registrar, transpondo ou sobrepondo minhas interpretações pessoais sobre tudo o que vejo, sinto, ouço, enfim, de tudo o que vivo em relação ao mundo em volta de mim, ou do Planeta no todo em si, criando através das minhas emoções o meu elo cognitivo de ligação com tudo o que se referir à Humanidade!

Acredito que vou assim, através das minhas emoções, imprimindo-me na vida ao ir fotografando-as nas linhas magnéticas dos meus escritos.

Hoje, postando esta singela e humilde homenagem que faço a você, posso dizer-lhe com todas as minhas mais racionais e emocionais convicções, de que:

- Um dos melhores prêmios que alguém possa receber, entre muitos e muitos prêmios que a vida diariamente nos dá ou tira, são as Amizades sinceras e verdadeiras, como a que sinto por você. E que você sinto eu, numa forma vibrante e bem forte, tocante e marcante, que você sente por mim. Somos recíprocos!

Nós nos registramos no espaço do nosso universo pessoal, com um canal de freqüência marcante, onde a nossa amizade floriu-se de sincera, pulsando numa sintonia recíproca!

Obrigado, muitíssimo obrigado,

Amiga Tuca Miranda!

Um dos melhores Prêmios que já recebi até hoje, foi, incontestável, a sua Amizade. Tão sincera e tão verdadeira, quanto você!

Eu penso que as pessoas que vivem muito o eu emocional e intuitivo e que são muito ativas, tendem a deprimir-se, às vezes, com mais facilidade. Creio que isto ocorra por tanto elas amarem e por muito viverem vibrando com total e íntegra entrega de si, para cada instante de vida, em todos os instantes do viver.

Eu sou assim! E vejo, sinto que você também é assim!

E você, é um dos instrumentos vivos e humanitários por onde Deus pulsa os dons das verbalizações das suas belezas, traduzindo-as pra muitas pessoas ouvintes. Tudo ao mesmo tempo!

Você é uma das designadas mensageiras D’Ele! Do nosso Deus Todo Poderoso!

Você é um instrumento afinado com o Universo, por poder levar a fluência flexível e macia da Comunicação tão Cultural e saudável, para muitas pessoas que já estão familiarizadas com a sua locução.

Muito embora, nem todas tenham o privilégio de conhecê-la na íntegra, pessoalmente, como sendo a mulher inteligente, dinâmica, persuasiva e bonita de tão humana que você é!

Parabéns, Amiga Tuca Miranda!

Continue sempre assim. Seguindo em frente, levando muitas mensagens de esperança, otimismo e profundo Amor a toda a Humanidade!

Rio Claro, Cidade Azul, dia 24 de julho de 2008

Amigo Odenir Ferro

Comendador e Cônsul

Ordem da Confraria dos Poetas - Brasil