Caminho pelas Estrelas Follow by Email

domingo, 30 de dezembro de 2007

AGRADECIMENTO!

O meu muito obrigado a todas as pessoas que por aqui passaram. E espero que continuem visitando o meu Blogger.
Creiam-me, serão sempre bemvindas e bemvindos!
Obrigado!
Ao quase já se encerrando este ano e já nos preparando para adentrarmos o ano novo de 2008,
desejo e quero como última postagem ( neste ano, se Deus quiser, ano que vem tem muito, muito mais! )
agradecer profundamente ao nosso Deus, novamente postando a poderosa Oração que Ele nos ensinou:

PAI-NOSSO

Pai nosso que estais no Céu, santificado seja o vosso nome; venha a nós o vosso reino, seja feita a vossa vontade, assim na Terra como no Céu. O Pão nosso de cada dia nos dai hoje; perdoai as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido; e não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal. Amém.
Rio Claro, 30 de Dezembro de 2007
ODENIR FERRO

quarta-feira, 26 de dezembro de 2007

Muita Luz, Amor, Riqueza, Paz, Felicidade!

MEUS SINCEROS VOTOS DE UM FELIZ E PRÓSPERO 2008!!

MEUS SINCEROS VOTOS DE UM FELIZ E PRÓSPERO 2008!!

MEUS SINCEROS VOTOS DE UM FELIZ E PRÓSPERO 2008!!

MEUS SINCEROS VOTOS DE UM FELIZ E PRÓSPERO 2008!!

MEUS SINCEROS VOTOS DE UM FELIZ E PRÓSPERO 2008!!

MEUS SINCEROS VOTOS DE UM FELIZ E PRÓSPERO 2008!!

MEUS SINCEROS VOTOS DE UM FELIZ E PRÓSPERO 2008!!

MEUS SINCEROS VOTOS DE UM FELIZ E PRÓSPERO 2008!!

MEUS SINCEROS VOTOS DE UM FELIZ E PRÓSPERO 2008!!

MEUS SINCE ROS VOTOS DE UM FELIZ E PRÓSPERO 2008!

VII PRÊMIO CULTURA NACIONAL 2007

Novamente volto a dizer que pra mim, é uma gratificante satisfação pessoal ser integrante da
Ordem da Confraria dos Poetas
B R A S I L ! Odenir Ferro / 2007/08!

Capa do Livro Cultura Nacional 2007




Neste Livro de Coletâneas, eu tenho a grata satisfação de participar mais uma vez com o Poema Sons!
Grande abraço a todos, um Feliz e Próspero Ano Novo, pleno de Sucesso, Sorte, Saúde, Prosperidade, Amor e Realizações pessoais ! Odenir Ferro

Apresentação da Capa do Livro Cultura Nacional


Capa do livro
VII Prêmio Cultura Nacional
Talento Literário
Ordem da Confraria dos Poetas
Shan Editores, onde eu,
Odenir Ferro participo com o
Poema "Sons"!
Rio Claro, 26 de Dezembro de 2007

segunda-feira, 24 de dezembro de 2007

Título: MENSAGEM POÉTICA

Ensaio: MENSAGEM POÉTICA
Autor: Odenir Ferro

Hoje recebi exemplares do Livro de Coletâneas Antologia Insigne Poeta Uma Homenagem à Biblioteca de Alexandria, e também mais um Diploma e mais um Botton de Ouro, com as seguintes palavras gravadas: Poeta Laureado Grau Superior Shan Editores.
Creio ser desnecessário dizer, que eu fico imensamente feliz. Muito Feliz! Aliás, este ano eu estou me sentindo realizado e realizando. Este Blogger Caminho Pelas Estrelas, foi um presente inesperado que encheu meu coração de expectativas e através dele eu não pensei duas vezes em agregar, associar, os meus trabalhos de nível Social e Cultural e Literário, que faço já há alguns bons anos, junto à Shan Editores e Ordem da Confraria dos Poetas Brasil, na qual tenho o maior orgulho prazer e satisfação, pleno de dignidade e amor à Arte Literária e Poética, por ser um membro participante ativo da mesma referida Ordem.
Neste ano de 2007, entre muitas situações boas que me ocorreram, fui também inesperadamente, agraciado com o Título de Cônsul Honorífico. Título este que ao somar-se com o Título de Comendador da Ordem, me faz pensar cada vez mais com seriedade e a cada vez mais de forma intensa e imensa, para dar pulso avante nos meus trabalhos literários, seja no sentido poético, seja no sentido de desenvoltura manifestada para o social e humanitário que abrange também o nosso meio ambiente, e consequentemente, claro o nosso querido Planeta Terra!
Aliás, dentro desse Blogger, que eu amo tanto de paixão, procuro deliberadamente focar os sentidos sociais e culturais, junto aos nossos mais elevados e sublimes anseios e paixões humanas.
E como já disse, faço isso deliberadamente, no sentido de acrescentar algo de positivo e justo dentro de tantos e tantos conflitos existenciais que estamos vivendo no dia a dia. Sejam de ordem física, sejam de ordem intelectual ou moral, enfim, tantos e tantos problemas para serem resolvidos, embutidos dentro de tantas expectativas e tantos e tantos sonhos que fazem com que nós, seres humanos que somos, muitas vezes nos depararmos com as sublimes belezas das nossas mais elevadas primícias tão cheias de riquezas espirituais, que jorram do nosso profundo amor interior e que vão atuando fortes e plenas de vivacidades gritantes, dentro do nosso poderoso Verbo atuante dentro da nossa voz regente dentro do nosso eu existencial!
A minha democrática e total liberdade de expressão das vivências que estou tendo com muito zelo e carinho, ao escrever textos tão plenos de sentimentos, dentro deste Blogger, que enriquece cada vez mais o meu dia a dia.
Estou me aprimorando cada vez mais com a escrita e cada vez mais estou imprimindo nas palavras a força das insígnias dos meus mais enlevados e elevados sentimentos de amor à mim mesmo e muito mais à Humanidade e as causas justas no que se refere ao meio ambiente e consequentemente também ao nosso Planeta Terra!
Dentro desse livro de Coletâneas, que sai pela Shan e que está sendo distribuído, como sempre, para todos os Consulados do Brasil, em vários países e também sendo encaminhado para os Setores Culturais da Presidência da República, assim como, é claro, não poderia deixar de ser, sendo encaminhado para a nossa Homenageada, à Biblioteca de Alexandria, localizada no Egito, África.
Neste livro, com muito prazer tenho dois poemas meus, muito românticos, que são "Sons" e "Às estrelas que nos olham!".
Nestes poemas, eu impregnei-os com muitos códigos emocionais que carrego dentro de mim. Códigos esses que de tão lindos e sublimes que são, nem eu mesmo sei, como decifrá-los. Alias, eu nem mesmo quero isto. Nem pretendo. Nem mesmo penso nisso.
Apenas escrevo dentro da luz das faces e facetas que saem dos meus oníricos e poéticos elevados estados inspiracionais, que sempre transcendem a minha alma, embriagando-a com o vinho da vida etérea residente atuante no Éter Celestial do Éden Supremo da Divindade regida pelos Deuses.
E o livro de Coletâneas, faz também, como os outros livros, uma ponte atuante e importante, entre as Divisas Culturais que existem atuante entre o nosso Brasil e os outros Países.
O Livro leva a Mensagem Poética a lugares que nem mais, hoje em dia, eu ouso imaginar...
Neles, vão viajando os meus poemas, juntinhos com os dos meus e minhas Amigos e Amigas da Ordem da Confraria dos Poetas Brasil!
É um imenso e gratificante compromisso com a Arte Poética e Literária, em que hoje, sinto-me mais uma vez honrado por poder dividi-la com as pessoas que humanas como eu, buscam o sentido poético, dentro das belezas que a vida, a natureza e a Humanidade e enfim, o Planeta Terra em si, dentro do infindável Universo, em tons dadivosos, constante e ininterruptamente oferecem aos nossos sentidos espirituais e físicos, com majestoso Amor!
Éééhh !!! Com certeza, posso dizer que ultimamente tenho colhido algumas pétalas de felicidade, dentro das flores da Árvore da minha vida. Estas pétalas têm perfumado imensamente, os meus caminhos com momentos felizes, dentro dos meus afetivos núcleos onde também se concentram meus dissabores, minhas infelicidades.
A vivência existencial ensinou-me algo que considero de suma importância para a minha realização pessoal:
- O lodo sujo que muitas vezes, e de forma conspirativa e na calada da noite, pois almas sem luz, cegam no clarão do sol e na bela luminosidade dos dias, sem querer aqui menosprezar a eterna magia da beleza das noites, mas no escuro é mais fácil tecer os ardis, as manobras sutis, ou deliberadas de pessoas maldosas e sem luz.
-Mas, como estava dizendo, com o lodo sujo, algumas vezes atirado na minha cara, pacientemente eu os recolhi e os guardei. Sempre esperançoso por melhores expectativas de vida, fiz com esses lodos acumulados uma espécie de esterco. Com o tempo, esse nosso aliado e implacável amigo que nas horas adversas sempre nos orienta, fui aprendendo a ir desvencilhando-me dos rancores e das mágoas...
-E com esses lodos, fui aprendendo a adubar e a fortalecer as raízes mais profundas dos meus sonhos!
-E através deles, pude ir, aos poucos, doando-me com o melhor que pudesse então até aqui, doar-me.
-Fui ao longo do caminho construindo expectativas através da minha forte crença espiritual, gerando uma infindável esperança dentro dos meus Sonhos de Amor, saídos de dentro da alma do meu coração, que ativo e pulsante, sempre vivo e sonoro dentro do meu corpo físico, assoprou-me fortes e bons presságios no sentido de orientar-me na estrada que me trouxe dentro deste caminho que escolhi para construir a existência que atua dentro de mim.
- Das adversidades, colhi ensinamentos e me protegi nas amorosas asas dos Anjos enviados por Deus. E nas minhas dores, construí poemas e poemas e poemas e das dores me exauri, quando percebi que caminhei dentro do meu caminho, construindo poemas e mais poemas e mais poemas que me deram enfim, a beleza de viver, que na realidade, sempre tive junto de mim. O que fiz por ser ela tão bela, fora, ao longo do percurso, enriquece-la e reencontrá-la e reconstruí-la e edificá-la ainda mais e mais, dentro da Árvore da Minha Vida, ao construir no longo do meu caminho a força vinda e sempre tão bem-vinda até a mim, pela Infinita Arte Poética tão plena e tão rica de boas Mensagens Poéticas, que ao longo destes anos todos, fizeram com que eu sobrevivesse, resistisse e residisse e acima de tudo e de todas as coisas, vivesse dentro de mim, sempre amando o tudo desse Todo Universal!
-Hoje posso dizer que cheguei e se Deus quiser, continuarei caminhando cada vez mais feliz! Pois que feliz e satisfeito, cheguei até aqui! Obrigado a todos, obrigado à Shan Editores e em especial à Ordem da Confraria dos Poetas Brasil!
ODENIR FERRO 21h00 10/10/2007

sexta-feira, 21 de dezembro de 2007

Felicitações

O meu sincero desejo a todos:

Um FELIZ NATAL !
E que o Nosso Senhor Jesus Cristo,
esteja sempre presente na Paz de
todos os corações. Vamos novamente
celebrar o nascimento daquele que
veio para nos salvar e dar-nos a
plenitude da Vida Eterna!
Odenir Ferro

Oração do Pai Nosso

Oração do Pai Nosso!
Esta ainda é a Oração mais poderosa que Deus nos deixou!
Pai Nosso, que estais no Céu,
Santificado seja o Vosso Nome
Venha a nós, o Vosso Reino,
Seja feita a Vossa vontade
Assim na Terra como no Céu.
O Pão Nosso de cada dia,
Dai-nos hoje
Perdoai as nossas ofensas,
Assim como nós perdoamos
A quem nos tem ofendido.
E não deixai-nos cair em
Tentação, mas livrai-nos
De todo o mal. Amém!
Esta é a minha Homenagem
a todos que por aqui, neste blogger,
passaram e passam e se Deus permitir,
continuarão passando pois a fonte de inspiração
que Deus me deu é muita! Agradeço profundamente
a Deus e a todos! Obrriiiigggggaaaaadooooooo!!!!!
Odenir Ferro, 21 de Dezembro de 2007

quarta-feira, 12 de dezembro de 2007

Posted by Picasa

Homenagem Poética ao Sr. Luiz e Fernanda

Poesia Especial: LUZ TONIFICANTE
Homenagem do Amigo LUIZ à Amiga FERNANDA
Numa interpretação óptica de ODENIR FERRO

A poesia é o tônico purificante,
Tal como sua amizade por mim, é!
Que suavisa as dores do coração,
Que se refaz no perfume em pétalas
Das flores que atuam como bálsamo,
Adocicando o mel que é olor d'alma!

Sua amizade é um tônico purificante
Retirando as chagas, e cicatrizando
As feridas. Curando as minhas dores,
Trazendo alívio imediato ao espírito!

A poesia é a viva luz mensageira,
Tal como minha amizade por ti, é!
Luzes vindas do Éter da Divindade
Abençoadas pelas mãos do Criador!

Sons, tocando nas nossas emoções,
Suavisando as dores dos corações.
Trazendo imediato alívio aos corpos,
Pois que a poesia é luz gratificante!

Pois que sua amizade é luz tonificante
Curando as doridas chagas do espírito!
Pois que é o suave bálsamo revigorante
Cicatrizando as dores dos nossos corpos
Ao habilitá-los à Amar, sonhar e viver!







quinta-feira, 6 de dezembro de 2007

Discursso: Prévio da apresentação do Poema Sons!

Discursso: Prévio que fiz, ao introduzir-me na apresentação do Poema Sons!
Autor: Odenir Ferro

Introdução:

- Boa Noite! Eu, sempre quando venho aqui, neste Palco, vou procurando expressar-me no improviso. Mas, neste ano, eu escrevi algo pra falar, antes de interpretar o Poema Sons. Quero agradecer, aliás, eu não me canso de agradecer à Shan Editores, ao Sr. Mario Scherer, e em especial à Ordem da Confraria dos Poetas.
Sem falar, é claro, de todas as pessoas que aqui, presentes estão. E também àquelas que por alguma razão ou outra, não puderam aqui, comparecer.
Neste ano, sinto que estou feliz, por eu estar vivenciando mais esta oportunidade onde vou compondo verso a verso, a minha Bibliografia, dentro da minha História de Vida.
Obrigado!

Discursso:

Creio que nós todos, quanto Poetas que somos, desejamos, ardentes, dentro da viva chama do Amor em nós, buscarmos a sintonia perfeita com a harmonia do Éter existente no Universo. Afinando a qualidade da nossa fala junto ao Verbo, que através dos nossos escritos, até a nós vem, trazendo a força vocativa através da Luz regente por Deus. Formando um elo entre nós e essa corrente emanada pelo Éter Celestial!

Somos assim, como também são os músicos e cantores que buscam afinarem a voz e os instrumentos com as belezas sonoras, plásticas, estéticas, ou etéreas. Extraídas dos sons, que agrupados, vão formando as notas musicais.

Assim somos, tão iguais a todos os seres humanos, que ao olharem para Às Estrelas que nos olham, lá do Céu, buscamos aquecer os corações de emoções, através do singelo brilho da luz que delas, a nós vem. Motivando-nos no amor, procurarmos aquele ir de encontro buscar alguma outra parte de nós.

Nós, quanto Poetas, ditamos as vozes das belezas da alma da vida; enquanto os músicos, enlevam-se em talentosos acordes, numa Sinfonia melódica. Espalhando a vibração dos sons das músicas e cantos, pelos ares.

E assim, nós todos, quanto humanos que somos, buscamos extrair as belezas do potencial Divino que temos dentro de cada um de nós querendo ir de encontro ao Amor Maior e da plenitude da Vida que Deus, generosamente nos deu!
Odenir Ferro,
São Paulo, SESC Vila Mariana, 01 de Dezembro de 2007 após, 19:00hs.